MENU

"Se prenderam minha mulher vão ter que prender 99,9% do Estado", diz presidente da Assembleia do MT

"Se prenderam minha mulher vão ter que prender 99,9% do Estado", diz presidente da Assembleia do MT

Atualizado: Sexta-feira, 21 Maio de 2010 as 4

Revoltado com a prisão de sua mulher, seu genro e mais dois assessores nesta sexta-feira (21), o presidente da Assembleia do Mato Grosso, José Geraldo Riva (PP), suspeita que a ação policial não passa de perseguição política e diz que, se Janete Riva - sua mulher -, foi presa por crime ambiental, 99,9% do Estado também deveria ir para a cadeia.

- Eu vejo com viés político, sem dúvida. Se a Janete foi presa por crime ambiental eles vão ter que prender 99,9% do Estado. Essa é a grande mágoa que fica, porque eles marcam a vida da pessoa e depois, até provar que ela não é culpada, já foi, já está marcada.

Janete foi uma das presas na operação Juruparia, que investiga esquema de comércio ilegal de produtos florestais da Amazônia mato-grossense. Ao todo, a PF cumpre 91 mandados de busca e apreensão e 91 mandados de prisão preventiva em diversos municípios do Mato Grosso e nos Estados de São Paulo, Paraná, Rio Grande Sul e Espírito Santo.

Além de madeireiros e proprietários rurais, também foram presos engenheiros florestais e servidores públicos da Secretaria Estadual do Meio Ambiente que produziam e aprovavam licenciamentos fraudulentos.

Segundo laudos periciais do Setor Técnico-Científico da Polícia Federal em Mato Grosso, os danos ambientais causados pelos investigados é de no mínimo R$ 900 milhões.

Riva, no entanto, nega qualquer irregularidade em suas propriedades e diz que as prisões foram a forma encontrada por seus adversários políticos para o atingir.

- A nossa fazenda é modelo.Tudo conforme as exigências da lei. Tem licença, tem tudo. Se não tem irregularidade, fiz até um convite para qualquer um ir lá e verificar.

Ele diz que até a deflagração da operação em uma sexta-feira não foi por acaso.

- Não temos como recorrer sem conhecer o processo. É uma pena que isso ocorra em uma sexta-feira, porque não dá tempo de recorrer, mas é uma prática comum aqui.

Além de Janete, estão entre os presos na ação policial Carlos Azoia, genro de Riva, Adilson Jose e Cristiano Volpato, ambos assessores do parlamentar. A PF também prendeu os ex-secretários de Estado do Meio Ambiente Luiz Henrique Valdedan Afrânio Cesar Migliari, Silvio Correa e o chefe de gabinete do governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB).

Procurada pela reportagem, a assessoria do governo do Mato Grosso disse que vai divulgar uma nota sobre as prisões ainda nesta sexta-feira (21).

Por Thiago Faria

veja também