MENU

Seca causa prejuízos em três estados

Seca causa prejuízos em três estados

Atualizado: Sexta-feira, 26 Fevereiro de 2010 as 12

A estiagem prejudica produtores rurais do Espírito Santo, do sul da Bahia e do norte de Minas Gerais.

Em Montes Claros (MG), o período chuvoso vai de outubro até março, mas, nesta temporada, as chuvas estão irregulares. A falta de chuva prejudica o crescimento das plantações e do pasto. O Rio Gameleira, em Minas Gerais, está quase seco.

"Neste ciclo chuvoso de 2009 e 2010, o volume de chuva foi muito menor que o esperado. Em conseqüência disso, a vazão do rio diminui. Neste caso, diminuiu drasticamente. Se não tiver chuva, suficiente em março, ele pode secar totalmente", disse o técnico agrícola da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

De acordo com a Defesa Civil de Minas Gerais, 62 municípios no norte do estado decretaram situação de emergência, mas os pedidos não foram homologados pelo governo Federal.

Lavouras

No Sul da Bahia, a situação também é grave. Em Vitória da Conquista, muitos agricultores perderam toda a produção. Segundo informações do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, quase 100% das lavouras da região estão perdidas.

Leite

A seca provocou uma queda na produção leiteira no Sul do Espírito Santo. O volume de entrega caiu mais de 30% na maior cooperativa da região. A produção, que era de 350 litros de leite por dia, despencou para 170.

Não chove significativamente no sul do Espírito Santo há quatro meses. Na maior cooperativa de laticínios do Estado os números comprovam que este é um problema que afeta toda a região.

Em dezembro de 2009, a média de produção foi de 367 mil litros por dia. Neste mês, deve ficar em torno de 265 mil litros. "É natural que se tenha uma produção subindo de setembro a janeiro e em janeiro comece a queda. Mas neste ano a queda foi muito brusca. De dezembro até hoje falar em 33% é um número alarmante. A gente não sabe onde isso vai chegar", falou João Marcos Machado, vice-presidente da cooperativa.

veja também