MENU

Secretaria busca saber como bebê foi levado de hospital

Secretaria busca saber como bebê foi levado de hospital

Atualizado: Quarta-feira, 5 Maio de 2010 as 10:39

A Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo abriu uma sindicância para apurar como uma adolescente de 15 anos conseguiu sair com um bebê recém-nascido de dentro do Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros, na Zona Leste de São Paulo, na terça-feira (4). A criança foi devolvida cerca de seis horas depois pelos pais da adolescente.

De acordo com nota divulgada pela secretaria na manhã desta quarta-feira (5), a jovem entrou no hospital se passando por uma paciente e em seguida pegou um jaleco e fingiu ser estagiária na área da maternidade.

''Em um momento de distração da auxiliar de enfermagem, aproximou-se de uma mãe alegando que iria cuidar de seu recém-nascido e levou a criança para um corredor e posteriormente para um quarto vazio. A jovem escondeu o bebê de dois dias na bolsa e deixou a maternidade'', diz a nota.

Segundo a família da criança, a adolescente parecia ser enfermeira do hospital. ''Ela passou o dia todo no hospital, trabalhou o dia inteiro, fazia perguntas, preenchia fichas. Então era uma enfermeira'', diz Magali Pereira, avó da criança.

O cobertor no qual a criança estava enrolada foi abandonado em uma sala de espera. O jaleco usado pela jovem dentro do hospital foi deixado perto de uma estação do Metrô.

A criança foi devolvida por volta de 0h. Na delegacia, a adolescente que raptou o bebê disse que fugiu de táxi para casa, que fica na Penha, também na Zona Leste. Lá, trocou a fralda e deu mamadeira para Isadora Fernanda.

Em seguida, os pais da jovem descobriram o que estava acontecendo e levaram a filha para a delegacia. Eles contaram que ela sofreu um aborto há poucos meses.

O boletim de ocorrência foi registrado como subtração de incapaz. A adolescente foi liberada e voltou para casa com os pais. Ainda quando estava em casa com o bebê, ela escreveu uma carta pedindo desculpas à mãe da criança. Essa carta foi entregue à família no hospital.

veja também