MENU

Secretaria de Segurança faz operação para prender milicianos no Rio

Secretaria de Segurança faz operação para prender milicianos no Rio

Atualizado: Quarta-feira, 27 Julho de 2011 as 8:48

Agentes da Delegacia de Repressão a Ações Criminosas (Draco) fazem, desde o início da manhã desta quarta-feira (27), uma operação para prender milicianos no Rio. Um delegado federal aposentado, que seria um dos chefes do grupo, é um dos oito suspeitos já presos, segundo a Secretaria de estado de Segurança Pública. Ele foi preso em casa, em Jacarepaguá, na Zona Oeste.

Ao todo, a polícia cumpre 16 mandados de prisão e 35 de busca e apreensão. Além do delegado federal, também fariam parte do grupo policiais civis e militares, guardas municipais, militares das Forças Armadas e advogados. Os suspeitos, segundo a polícia, agem há cerca de 13 anos, e a investigação começou há seis meses. Cento e vinte homens participam da operação.

Os mandados estão sendo cumpridos em Copacabana, na Zona Sul, no Recreio dos Bandeirantes, na Taquara, em Santa Cruz e em Campo Grande, na Zona Oeste, e em Marechal Hermes, no subúrbio.

Grupo age desde 1998

De acordo com as investigações, o grupo criminoso atua desde 1998 nas localidades da Pedra Branca, Santa Maria, Pau da Fome, Estrada dos Teixeiras, Estrada do Rio Pequeno e Estrada do Rio Grande. Entre as atividades da quadrilha estão: grilagem de terras; exploração de serviços como fornecimento de gás, sinal de TV a cabo, sinal de internet e transporte alternativo; agiotagem; cobrança de taxa por segurança, além de suspeita de homicídio e extorsão.

A Draco conta com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (Gaeco), que ofereceu as denúncias, e também da Corregedoria Geral Unificada (CGU), da Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança (Ssinte) e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).            

veja também