MENU

Secretaria faz levantamento das áreas com risco de dengue em BH

Secretaria faz levantamento das áreas com risco de dengue em BH

Atualizado: Segunda-feira, 14 Março de 2011 as 3:25

A Secretaria Municipal de Saúde começou a segunda etapa do levantamento das áreas com maior risco de desenvolvimento do Aedes aegypti, o mosquito transmissor do vírus da dengue, nesta segunda-feira (14), em Belo Horizonte. De acordo com dados da secretaria, 189 casos da doença foram confirmados na capital mineira desde o início de 2011. A Região de Venda Nova tem o maior índice de infestação do mosquito. Segundo a prefeitura de BH, cerca de 35 mil imóveis vão ser vistoriados nas nove regionais.

De acordo a secretaria, as principais vítimas da doença são pessoas entre 20 e 34 anos. Esta parcela corresponde a 35,4% dos infectados pela dengue. Segundo o secretário municipal de Saúde, Marcelo Teixeira, o número de casos confirmados entre os jovens é maior porque eles são maioria em BH.

Em 2010, 15 pessoas morreram por dengue em Belo Horizonte, segundo a secretaria. Nove delas tinham entre 50 e 60 anos. De acordo com a prefeitura, nestes casos, a morte ocorreu porque os pacientes sofriam de outras doenças.

O Levantamento Rápido do Índice de Infestação de Aedes aegypti (Liraa) é feito nos meses de janeiro, março e outubro. Segundo a secretaria, a última pesquisa, feita no início do ano, mostrou que grande parte dos focos da doença está dentro das casas. Copos e sacos plásticos e vasos de planta estão entre os principais depósitos de larvas do mosquito.    

veja também