MENU

Secretaria lacra cinco táxis com documentos irregulares no Engenhão

Secretaria lacra cinco táxis com documentos irregulares no Engenhão

Atualizado: Segunda-feira, 23 Maio de 2011 as 1:39

A Secretaria municipal de Transportes (SMTR) lacrou e tirou de circulação cinco táxis na noite de domingo (22), no entorno do Engenhão, onde se apresentou o ex-beatle Paul McCartney. Foram fiscalizados 27 táxis e os cinco lacrados apresentam irregularidades na documentação. Os fiscais da secretaria não encontraram nenhum táxi circulando "no tiro", ou seja, com táximetro desligado e preço combinado antecipadamente.

A secretaria pede que a população colabore não aceitando a oferta e denunciando o motorista a alguma autoridade policial ou aos fiscais da prefeitura, que usam coletes azuis. As equipes da Secretaria de Transportes estarão de volta ao Engenhão nesta segunda-feira (23) às 19h para fiscalizar se os taxímetros estão ligados tanto nos táxis que chegam quanto naqueles que deixarão o estádio ao fim do show.

Fãs que procuraram um táxi para voltar para casa depois do show reclamaram que motoristas cobravam preços fixos. Uma moradora de Vila Isabel disse que o motorista queria mais de R$ 50 para levá-la à Rua Maxwell, em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio.

Um casal de jovens contou que o motorista cobrou R$ 150 para tirá-los do Engenhão. A assessoria da secretaria explica que os casos denunciados de táxis fazendo cobranças irregulares podem ter acontecido mais longe da movimentação do entorno do Engenhão, já que muita gente preferiu caminhar para procurar táxis fora do engarrafamento que se formou à saída do show. E voltou a pedir que a população colabore denunciando aos fiscais, à PM, à Guarda Municipal ou pelo telefone 1746, do Teleatendimento da Prefeitura.

20 táxis já perderam liçenca

A assessoria da secretaria explicou que tem feito intenso trabalho para fiscalizar, disciplinar e punir os motoristas infratores. Nos últimos dois meses, segundo informou, 20 táxis perderam a licença para operar por estarem cobrando "no tiro".

Nesse caso, o motorista permissionário perde definitivamente sua permissão e não pode sequer trabalhar como auxiliar. O motorista auxiliar infrator perde seu registro. Táxis convencionais credenciados junto à SMTR para transportar passageiros têm placa vermelha, letreiro luminoso na parte superior do veículo, são pintados na cor amarelo java, têm uma faixa azul escura nas laterais, e taxímetro com lacre do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem – RJ).

O passageiro que quiser denunciar uma infração deve procurar fornecer o máximo de informação possível como placa do carro, nome da cooperativa, identificação do motorista, que fica no painel do carro, local e horário da infração.          

veja também