MENU

Secretaria nega ter recebido pedido para doação de comida jogada no lixo

Secretaria nega ter recebido pedido para doação de comida jogada no lixo

Atualizado: Sexta-feira, 15 Abril de 2011 as 8:34

A Secretaria de Estado da Educação negou que a Prefeitura de Mineiros do Tietê, no interior de São Paulo, tenha pedido autorização para doar pacotes de macarrão da merenda escolar. Os pacotes foram parar no lixo, segundo a administração municipal, porque os alunos da rede pública não se adaptaram ao alimento. Nas embalagens, o prazo de validade era o dia 3 de fevereiro de 2011.

O macarrão foi comprado e distribuído pelo governo do estado. Os pacotes chegaram ao município em julho de 2010 e as escolas tinham sete meses para consumir o produto antes do vencimento. A Prefeitura de Mineiros do Tietê afirma que comunicou o estado que o produto não foi bem aceito pelos alunos e que tentou doar o macarrão para entidades assistenciais do município, mas disse que a secretaria não havia autorizado a doação. Entretanto, a secretaria disse que não foi procurada.     Após a negativa da secretaria, a prefeitura da cidade voltou a garantir que pediu a autorização para o descarte. “Nós entramos em contato, fui informado que não haveria possibilidade de doação desse alimento para outras entidades que não fossem escolares”, afirmou Átila Lousada, assessor de gabinete da prefeitura.

Em uma escola estadual da cidade, os alunos aprovam a merenda – e um dos pratos que eles mais gostam é o macarrão. A opinião deles é diferente da justificativa da prefeitura da cidade por ter jogado os alimentos no lixo.

No total, 14 pacotes com pouco mais de 10 kg de macarrão foram parar no lixo. O descarte foi autorizado pela Vigilância Sanitária, pois o alimento estava vencido. A prefeitura informou que não vai receber mais alimentos sem antes fazer um teste de aceitação nas escolas.      

veja também