MENU

Secretário nega 'caos' após nova falha em trens

Secretário nega 'caos' após nova falha

Atualizado: Quinta-feira, 29 Março de 2012 as 11:48

O secretário estadual dos Transportes Metropolitanos de São Paulo, Jurandir Fernandes, admitiu em entrevista à Rádio CBN na manhã desta quinta-feira (28) que a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) enfrenta alguns momentos de “sobrecarga” dado o acréscimo de passageiros nos últimos tempos. Segundo ele, só no último ano a demanda aumentou em 1,2 milhão de usuários. Ele, entretanto, negou que a situação seja de caos. “Não estamos em situação de iminente caos. Estamos sob controle”, disse.

Por volta das 8h, a circulação de trens da Linha 7-Rubi, que liga Francisco Morato a Luz, foi afetada devido a uma falha elétrica. Pouco depois das 9h, a circulação foi normalizada apenas no trecho entre Lapa e Barra Funda.

Passageiros chegaram a descer dos trens e caminharam pelos trilhos. Além da paralisação dos trens entre as estações Pirituba e Luz, de Francisco Morato a Pirituba as composições seguiam com maior intervalo e tempo de percurso.

O secretário lembrou dos investimentos em modernização das linhas que estão sendo feitos e informou que a CPTM concluiu nesta quarta-feira(28) a licitação para contratação de energia para a companhia. “A modernização e investimentos ocorrem com o sistema funcionando”, disse o secretario.

Outros problemas

No dia 14 de março um defeito no sistema elétrico fez os trens operarem com velocidade reduzida na Linha 9-Esmeralda da CPTM. Os trens precisaram circular por uma única via entre as estações Granja Julieta e Santo Amaro. Por causa do problema, a Linha 5-Lilás do Metrô, integrada com a CPTM, também operou com menor velocidade. Segundo a CPTM, a falha desta quarta afetou cerca de 30 mil usuários.

No último domingo (25), a linha ficou fechada para que obras fossem feitas na via. De acordo com a companhia, as obras foram feitas nos sistemas de rede aérea, sinalização e via permanente, com o objetivo de "aumentar a confiabilidade dos sistemas e equipamentos".

A linha será fechada novamente nos domingos dos dias 1°, 8 e 15 de abril. No total, serão investidos R$ 307 milhões nas obras na via. Nos domingos dos dias 22 e 29 de abril e 6, 13 e 20 de maio, a circulação na via será feita apenas entre as estações Osasco e Pinheiros.

veja também