MENU

Selton Mello fala sobre 'O Palhaço' e 'Billi Pig'

Selton Mello fala sobre 'O Palhaço' e 'Billi Pig'

Atualizado: Quinta-feira, 11 Novembro de 2010 as 1:23

Na semana passada, a Imagem Filmes reuniu artistas e jornalistas em Florianópolis e apresentou seus planos para os próximos dois anos. Além da animação Brasil Animado e do aguardado Bruna Surfistinha, que estreiam em janeiro e fevereiro, respectivamente, cineastas e produtores falaram de outros projetos em fase de finalização ou ainda no roteiro.

Entre eles, Billi Pig, de José Eduardo Belmonte (A Concepção, Se Nada Mais Der Certo), estrelado por Selton Mello e Grazi Massafera. A comédia começa a ser rodada em janeiro. Na trama, um corretor de seguros falido tenta ajudar a mulher a realizar o sonho de ser atriz, enquanto ela recebe conselhos do seu porquinho de pelúcia.

Durante o evento, o Omelete conversou com Selton Mello sobre este novo trabalho e também sobre seu segundo longa como diretor, O Palhaço.

"Eu e o Zé [Belmonte] já nos namorávamos desde a época dos curtas dele e tínhamos vontade de fazer algo juntos. Chegamos a falar de Se Nada Mais Der Certo e Meu Mundo em Perigo e acabou dando certo neste aqui. O roteiro tem uma anarquia muito grande. Eu identifico ali muitas coisas, Irmãos Marx, Billy Wilder, na própria desconstrução de uma realidade possível. Fiquei imaginando que isso podia dar uma bossa muito interessante", disse o ator.

Depois da estreia como diretor de longas com o pesado Feliz Natal, Mello diz que entende melhor as dificuldades de se fazer um filme. "Mesmo antes de dirigir eu sempre fui um ator muito curioso. Perguntava para o diretor como ele ia fazer tal cena, colava no fotógrafo e queria saber qual era a lente. Mas agora comecei a dirigir e eles falam: 'Ah, o cara começou a dirigir e fica aí cheio de perguntinha?' [risos]." Ele deixa claro que não se deixa levar pela tentação de interferir e procura ajudar como pode. "Quando você dirige, trabalha muito. Adoro quando volto a ser simplesmente o ator e só tenho que decorar meu texto, não esbarrar no cenário, sentar na minha cadeirinha... É muito mais fácil."

Em O Palhaço, sobre um artista de circo em crise, que não sente mais vontade de entrar no picadeiro, ele decidiu atuar e dirigir ao mesmo tempo: "Foi uma decisão natural, porque eu escrevi e sabia como queria contar". As imagens exibidas durante o encontro trazem muitas cenas ao ar livre e alegres, bem diferente do perfil sombrio e trágico de Feliz Natal. "Eu brinquei em Paulínia que sou um cineasta bipolar. É um reflexo de como eu sou como ator, sempre experimentando coisas diferentes. Acho que as pessoas vão perceber que eu não sou um diretor de uma só linguagem e vão até valorizar mais o Feliz Natal."

O Palhaço deve entrar em cartaz entre maio e junho de 2011. Já Billi Pig chega às telas em janeiro de 2012.

Por: Alex Xavier

veja também