MENU

Sem UPP instalada, comunidade no Rio tem ocupação policial alternativa

Sem UPP instalada, comunidade no Rio tem ocupação policial alternativa

Atualizado: Segunda-feira, 20 Dezembro de 2010 as 5:12

Ainda sem uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) instalada, a comunidade Camarista Méier, no subúrbio do Rio, conseguiu, de uma forma alternativa, se livrar do tráfico de drogas. No local, que fica perto do Lins e onde vivem cerca de 25 mil habitantes, foi instalada uma base da Companhia Destacada, nome que é dado a um grupo de policiais que sai do batalhão para atuar mais perto da comunidade.

A companhia é formada por um grupo de cem policiais, destacados para atuar junto à população. O modelo de ocupação utilizado é semelhante ao usado no Morro Azul, no Flamengo, na Zona Sul da cidade.

"As pessoas têm nos agradecido pela presença policial, a tranquilidade foi retomada na comunidade", diz o capitão da Polícia Militar Jeferson Odilon, que comanda a ocupação.

De acordo com informações do governo estadual, as comunidades que são ocupadas por companhias de batalhão de área devem obter os mesmos benefícios das UPPs sociais, com serviços de assistência social, saúde e cultura desenvolvidos no local.    

veja também