MENU

Senador Magno Malta diz que CPI vai votar requerimento para obrigar dois suspeitos de pedofilia a prestar depoimento

Senador Magno Malta diz que CPI vai votar requerimento para obrigar dois suspeitos de pedofilia a prestar depoimento

Atualizado: Sexta-feira, 17 Abril de 2009 as 12

O senador Magno Malta (PR-ES) informou ao Plenário, em pronunciamento nesta terça-feira, dia 14 de abril, que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pedofilia deve votar requerimento para que um médico e um empresário, suspeitos de participarem de uma rede de pedofilia em Catanduva, no interior de São Paulo, sejam obrigados a depor perante a comissão. Os dois, segundo o senador, haviam desaparecido para não depor perante a CPI. O requerimento deve ser votado nesta quarta-feira, dia 15 de abril, segundo o senador.

Magno Malta disse que ele e o senador Romeu Tuma (PTB-SP) deverão retornar a Catanduva para ouvir esse depoimento.

O parlamentar anunciou aindaa realização de dois eventos no estado que representa, o Espírito Santo, ambos intitulados "Todos contra a pedofilia". O primeiro será realizado na cidade de Vila Velha, no dia 1º de maio, e o segundo, na cidade de Cachoeiro de Itapemirim, no dia 11 do mesmo mês. Ele ressaltou que, no segundo evento, estarão presentes integrantes da Interpol, do FBI, da Polícia Federal e assessores da CPI, entre outros, que discutirão assuntos como a legislação que trata da pedofilia.

Estados Unidos

Magno Malta informou ainda ao Plenário que fará nesta quarta-feira um pronunciamento sobre a recente viagem que fez aos Estados Unidos como presidente da CPI da Pedofilia. O senador adiantou que teve encontros com representantes do governo norte-americano, do FBI (Federal Bureau of Investigation, a polícia federal daquele país) e do National Center for Missing and Exploited Children (NCMEC).

"Vou falar sobre o aprendizado que tivemos durante a estada nos Estados Unidos", declarou.

Magno Malta disse que, além dele próprio e de assessores da CPI, integraram a comitiva funcionários do Ministério Público Federal, da Polícia Federal e dois juízes.

Da Redação / Agência Senado

UFRGS rejeita substituição do vestibular por novo Enem em 2010

veja também