MENU

Senadora Kátia Abreu compara ONGs de ambientalistas a "máfias"

Senadora Kátia Abreu compara ONGs de ambientalistas a "máfias"

Atualizado: Quarta-feira, 25 Maio de 2011 as 10:01

A senadora Kátia Abreu (DEM-TO) comparou nesta terça-feira (24) as organizações não-governamentais (ONGs) ambientalistas a "máfias" e "milícias" ao criticar o impasse envolvendo a emenda 164 do Código Florestal.

Segundo a senadora, ao rechaçarem a emenda que dá poder aos estados e União para regulamentarem ocupação em APPs, as ONGs não querem perder o "poder político e financeiro".

"Quero declarar minha aversão e indignação por parte destas ONGs que transformaram empresários em reféns. Como não têm outra alternativas, ao ver suas empresas difamadas, eles têm investido dinheiro nessas ONGs como se fossem as milícias no Rio de Janeiro ou a máfia na Itália, que cobravam por proteção", acusou Kátia Abreu.

A senadora disse que as bases do governo e da oposição deverão votar a favor do texto do relator, Aldo Rebelo (PCdoB-SP) sobre o Código Florestal. "O relatório em si não tem polêmica. O que tem polêmica é a emenda", disse.

Greenpeace responde

O coordenador de campanha sobre o Código Florestal do Greenpeace, Rafael Cruz, afirmou que a comparação de Kátia Abreu é muito "simbólica" um dia após a morte de José Cláudio Ribeiro da Silva, um dos principais líderes extrativistas da Amazônia.

"Isso mostra quem é a verdadeira milícia que está atuando no campo. Milícia é o que existe no campo quando se vê a grande agricultora sufocar a pequena agricultura. Acho estranho a senadora Kátia Abreu falar em nome da agricultura familiar", afirmou Cruz.

veja também