MENU

Senadores cobram transparência na apuração de denúncias de irregularidades no Senado

Senadores cobram transparência na apuração de denúncias de irregularidades no Senado

Atualizado: Quinta-feira, 7 Agosto de 2008 as 12

Senadores cobram transparência na apuração de denúncias de irregularidades no Senado

Os senadores Pedro Simon (PMDB-RS), Eduardo Suplicy (PT-SP) e Cristovam Buarque (PDT-DF) reuniram-se na tarde de quarta-feira, 6 de agosto, com o presidente do Senado, Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), de quem solicitaram transparência na apuração das denúncias sobre irregularidades ocorridas em contratos para a prestação de serviços na Casa pelas empresas Conservo, Ipanema e Brasília Informática, conforme matéria publicada em edição do jornal Correio Braziliense desta data. "Os senadores pediram providências e transparência no que for apurado. Mas, na verdade, o que eu já disse mantenho: quem tem informações a dar sobre o caso, quem vai nos levar a conclusões é a Procuradoria Geral da República, com quem já me articulei, e o Ministério Publico", afirmou Garibaldi Alves Filho na saída da reunião, ocorrida em seu gabinete.

O presidente do Senado disse ainda que os contratos "por enquanto" serão mantidos e que vai solicitar a colaboração do corregedor da Casa, senador Romeu Tuma (PTB-SP), "no sentido de levantar o que já foi apurado no inquérito". Também afirmou que não pretende ouvir o diretor-geral, Agaciel Maia, e o 1º secretário do Senado, senador Efraim Morais (DEM-PB) - que assinou a prorrogação dos contratos em razão do cargo - sobre o caso.

"Quero saber do andamento das investigações. No momento, não pretendo ouvir Efraim, até porque ao que sei, informalmente, algumas pessoas já foram ouvidas e Efraim não é alvo [do inquérito]. Prefiro primeiro ouvir as autoridades para ter condições de ter mais informações", concluiu o presidente do Senado.

Postado por: Claudia Moraes

veja também