MENU

Serra diz que não concorrerá porque tem foco na questão brasileira

Serra diz que não concorrerá porque tem foco na questão brasileira

Atualizado: Sexta-feira, 11 Novembro de 2011 as 2:11

O ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) afirmou nesta sexta-feira (11) que não pretende disputar a Prefeitura de São Paulo nas eleições do próximo ano porque seu foco é a "questão brasileira".

“Minhas questões são com relação ao Brasil. Estou focado é na questão brasileira, não municipal”, disse Serra após negar intesse na disputa. Ele falou sobre o tema após a cerimônia de posse do cardiologista Roberto Kalil Filho como professor titular do Departamento de Cardiopneumologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. A presidente Dilma Rousseff também compareceu ao evento. Serra voltou a defender a realização de prévias em seu partido para definição do nome que concorrerá. Atualmente, são quatro pré-candidatos: os secretarios estaduais José Aníbal (Energia), Andrea Matarazzo (Cultura) e Bruno Covas (Meio Ambiente) e o deputado federal Ricardo Tripoli.

"A prévia no PSDB tem quatro candidatosd, está marcada a  prévia. Vamos para as prévias porque senão desmobiliza o partido, desmobiliza a militância", afirmou José Serra.

Nesta quinta, o diretório municipal do PSDB decidiu realizar debatesm entre os pré-candidatos, que devem ser realizados entre os dias 24 de novembro e 8 de dezembro.

PT

Serra não quis comentar uma eventual mobilização do PT para evitar a realização de prévias e indicar o nome do atual ministro da Educação, Fernando Haddad, para o cargo. Nesta tarde, o PT se reúne para discutir uma eventual retirada da pré-candidatura dos deputados federais Carlos Zarattini e Jilmar Tatto. Os senadores Marta Suplicy e Eduardo Suplicy já anunciaram a desistência.

"Não vou dar palpite nos outros candidtos", disse José Serra.

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, que estava no evento, comentou uma possível retirada de pré-candidaturas para viabilizar o nome de Haddad. "Democrático é resolver de forma transparente, aberta, nada foi resolvido por quatro caciques em uma mesa de restaurante."          

veja também