Serra diz que o sucessor nem sempre repete o antecessor

Serra diz que o sucessor nem sempre repete o antecessor

Atualizado: Sexta-feira, 16 Abril de 2010 as 12

O pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, usou o caso dos ex-prefeitos Paulo Maluf (PP) e Celso Pitta para dizer que o sucessor nem sempre repete o antecessor. Nessas eleições, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá fazer da pré-candidata petista sua sucessora no Palácio do Planalto.

"Ficar discutindo quem não é não candidato não faz sentido do ponto de vista do que já foi feito. Lembra o que ocorreu em São Paulo com [Paulo] Maluf e [Celso] Pitta. O Maluf estava bem avaliado e bancou o Pitta. O Pitta foi diferente do Maluf ou não foi? Foi outra coisa. Não necessariamente o sucessor replica o antecessor mesmo tendo sido apoiado por ele", disse ele em entrevista para a Rádio Bandeirantes.

Ele negou esconder o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso da campanha. Segundo ele, nem FHC nem Lula são candidatos e por isso não é o caso de trazê-los para o debate. "A gente discute coisas de quem é candidato. Quem não é candidato a gente não discute", disse ele. "Fui ministro da Saúde convidado por FHC, que deu cobertura a todo meu trabalho."

"Ninguém quer que as coisas fiquem paradas. O Brasil continua. O Lula não é candidato, então as pessoas vão pensar: quem são os candidatos, o que fizeram no passado e quais suas propostas para o futuro? O Lula não é candidato, como não são candidatos os ex-presidentes, o [Fernando] Collor, o [José] Sarney, o Itamar [Franco] e o FHC. O Brasil vai decidir para adiante. O tema dessa eleição não é o passado, é o futuro."

veja também