MENU

Serra fala sobre combate a drogas; Dilma aborda agricultura familiar

Serra fala sobre combate a drogas; Dilma aborda agricultura familiar

Atualizado: Terça-feira, 26 Outubro de 2010 as 9:02

O candidato à Presidência pelo PSDB, José Serra, usou seu programa eleitoral na noite desta segunda-feira (25) para falar sobre projetos de combate ao uso de drogas.O programa trouxe o depoimento de médicos sobre os danos causados pelo uso de crack. Serra prometeu a criação do Ministério da Segurança e da Guarda Nacional para auxiliar no combate ao contrabando de drogas e de armas.

"Esse é o desafio que deve nos unir agora. E o presidente liderando junto para vencer esse grande desafio. Enquanto a gente não barrar o contrabando de armas e drogas, não vai ter jeito. Para as famílias aqui eu peço atenção. O nosso gesto tem de ser estender a mão, de dar carinho e atenção", disse o tucano.

O programa de Serra apresentou o depoimento de dois ex-usuários de drogas. O tucano apareceu em frente a um centro de recuperação, em São Paulo. Serra prometeu uma rede de centros para atender os viciados em todo o país. "Temos de ter uma rede dessas clínicas em todo o país, o que hoje não existe", disse o candidato.

O programa também falou de ações de Serra no Rio Grande do Norte, quando ele atuou como ministro do Planejamento. Um apresentador disse que o tucano foi o responsável pela criação do programa ProÁgua. "Serra vai fazer o plano Brasil de saneamento, disse o locutor.

O programa de Serra ainda afirmou que a candidata petista à Presidência e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva de privatizarem áreas de petróleo. "Dilma acusa Serra por uma coisa que ele não fez. Dilma e Lula já privatizaram mais área de petróleo que todos os governos", disse o locutor.

Dilma

Dilma Rousseff dedicou seu programa de TV da noite desta segunda-feira (25) aos pequenos produtores rurais. Segundo o programa da candidata, a produção dos pequenos agricultores foi ampliada com as ações do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Uma das maiores mudanças aconteceu na zona rural, o campo mostrou que quando tem apoio responde com rapidez e ativa toda uma economia. Agora é hora de avançar ainda mais", disse Dilma

Durante o programa, um locutor afirmou que durante o governo de Fernando Henrique Cardoso e do candidato José Serra, o Programa de Agricultura Familiar (Pronaf) investia R$ 2,4 bilhões. No governo Lula, o locutor disse que o valor foi para R$ 16 bilhões. A candidata ainda prometeu realizar quatro ações para a área da agricultura.

"Vou tomar quatro medidas importantes quando assumir o governo: solucionar a dívida de todos os agricultores para que eles continuem tendo acesso ao Pronaf, incluir 2 milhões de novos agricultores no Pronaf, incluir 2 mil cooperativas no Programa Mais Alimentos e ampliar para R$ 2 bilhões a verba do governo para comprar alimentos dos pequenos agricultores. Todos os brasileiros, sem exceção, saírão lucrando com isso."

Em seu programa, a candidata reforçou suas propostas para o fortalecimento do ProUni, construção de novas universidades federais, implantação do programa Rede Cegonha, para cuidar da mulher desde a gestação até o primeiro de vida da criança, construção de 6 mil creches e escolas de educação infantil. Em depoimento, o presidente Lula afirmou que o "Brasil que ficou para trás era o Brasil do apagão, que deixava o campo no escuro".

"Antes o campo era visto como lugar do atraso e da tristeza. Hoje, ninguém pensa assim. O nosso Brasil rural que estamos construindo juntos é um local de oportunidade. Para isso, além do estímulo à produção, vamos ampliar ao acesso à educação, cultura e lazer. Retribuir ao produtor rural tudo que ele tem feito de bom para o Brasil."

veja também