MENU

Serra promete, se eleito, fazer gestão suprapartidária no Ministério da Saúde

Serra promete, se eleito, fazer gestão suprapartidária no Ministério da Saúde

Atualizado: Terça-feira, 19 Outubro de 2010 as 8:16

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, afirmou ontem (18) que, se eleito, pretende fazer uma administração suprapartidária no Ministério da Saúde. O candidato fez na Associação Médica Brasileira um chamado a todos os profissionais do setor a colaborar com seu governo. "Na saúde, nós temos que ter uma administração por cima de partidos que una toda a nossa sociedade, e que traga todos os profissionais de saúde para trabalho a serviço do nosso povo", disse

O candidato destacou ainda que a saúde no país piorou nos últimos anos, e considerou a situação "aflitiva". "Eu fiz um chamado para que essas entidades estejam conosco, quando eu estiver no governo, para enfrentar as questões de saúde do Brasil, que são aflitivas. Isso é indiscutível, e houve retrocesso nos últimos anos. Mas eu estou convencido que a gente pode avançar com essa união de todos os profissionais de saúde", afirmou.

Perguntado pelos jornalistas sobre a suposta participação de sua campanha na produção e distribuição de panfletos – assinados por uma ala da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) – contendo críticas à candidata do PT, Serra disse que considerava a acusação irrelevante.

"A Diocese de Guarulhos encomendou a uma gráfica a impressão de folhetos da diocese, emitindo orientações para seus fiéis. O fato de a gráfica ser ou não ser de uma parente de alguém que está trabalhando na campanha é inteiramente irrelevante. A despesa é por conta da diocese. A diocese tem pleno direito de manifestar sobre questões que considera relevante, e isso não tem nada a ver com a campanha", disse.

Por: Bruno Bocchini

veja também