MENU

Serra quer alterar nome da Polícia Militar para Força Pública em SP

Serra quer alterar nome da Polícia Militar para Força Pública em SP

Atualizado: Quarta-feira, 3 Fevereiro de 2010 as 12

Uma proposta de emenda constitucional (PEC) foi encaminhada pelo governador paulista José Serra (PSDB) à Assembleia Legislativa do estado para trocar o nome da Polícia Militar, que voltaria a se chamar Força Pública. A proposta foi publicada nesta quarta-feira, dia 3, no Diário Oficial do Estado. A informação foi confirmada pela Casa Civil ao G1. O governo paulista encara a mudança do nome da PM como uma forma de aproximar a polícia da população.

O título de Força Pública foi usado pela corporação durante 67 anos. O termo PM só passou a ser utilizado em 1970, durante o regime militar, quando o Exército impôs o nome atual à instituição, que nasceu fruto da fusão entre a antiga Força Pública e a então Guarda Civil do estado.

Para entrar em vigor, a PEC precisa ser aprovada por dois terços dos deputados em dois turnos. A proposta estava em estudo no comando da PM desde o ano passado. Ela havia sido encaminhada pelo comandante-geral, coronel Álvaro Batista Camilo, à Secretária da Segurança Pública em dezembro. Ainda de acordo com o jornal, o secretário de Segurança, Antônio Ferreira Pinto, teria concordado com a proposta e encaminhado o assunto ao Palácio dos Bandeirantes, contando de pronto com o apoio de Serra.

Seria a primeira polícia militar do país a retirar o termo "militar". O novo nome refletiria um processo iniciado na década de 1990, com as políticas de polícia comunitária e de defesa dos direitos humanos. Isso sem contar a mudança de postura de vários setores, como o de inteligência. O órgão deixou de se atentar contra a guerra revolucionária para se dedicar no combate à criminalidade.

veja também