MENU

Serra tem 35% e Dilma, 30% das intenções de voto, diz pesquisa Ibope

Serra tem 35% e Dilma, 30% das intenções de voto, diz pesquisa Ibope

Atualizado: Quarta-feira, 17 Março de 2010 as 12

Pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) ao Ibope divulgada nesta quarta-feira, dia 17, sobre as intenções de voto para presidente da República aponta o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), com 35% da preferência do eleitorado, contra 30% da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT). O deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) tem 11%. A senadora Marina Silva (PV-AC) aparece com 6%.

A pesquisa foi realizada entre 6 e 10 de março e os resultados consideram nomes sugeridos em uma lista para os eleitores. Foram entrevistadas 2002 pessoas em 140 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O intervalo de confiança estimado é de 95%.

A diferença entre o governador e a ministra diminuiu de 21 pontos percentuais, no levantamento anterior, divulgado no início de dezembro, para cinco pontos agora. Em dezembro, Serra aparecia com 38% das intenções de voto, contra 17% de Dilma Rousseff, 13% de Ciro Gomes e 6% de Marina Silva.

Na pesquisa, brancos e nulos somaram 10%, contra 13% no levantamento anterior. Eleitores que não souberam responder são 8%, contra 12% na pesquisa de dezembro.

Com Aécio

Em outro cenário, com o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), no lugar de Serra, Dilma assume a liderança com 34% das intenções de voto, contra 21% de Ciro, 13% de Aécio e 8% de Marina. Brancos e nulos são 14%. O percentual de eleitores que não responderam foi de 9%.

A CNI/Ibope também simulou a intenção de voto em dois quadros sem Ciro Gomes. No primeiro, Serra tem 38%, contra 33% de Dilma e 8% de Marina. Nesse cenário, brancos e nulos somam 12%, e eleitores que não responderam, 8%. Em outra simulação, desta vez com o governador mineiro, Dilma tem 39% das intenções de voto e é seguida por Aécio, com 18%, e Marina, com 12%. Brancos e nulos são 19%. Doze por cento dos eleitores não responderam.

Rejeição

O menor índice de rejeição é o do governador José Serra: 25% dos entrevistados disseram que não votariam nele de jeito nenhum para presidente. Esse percentual era de 29% na última pesquisa. Em relação a Dilma Rousseff, o índice de rejeição caiu de 41% em dezembro, para 27% agora. Ciro tinha rejeição de 33% e agora é rejeitado por 28% dos entrevistados.

Os maiores índices de rejeição são de Marina e Aécio, com 31% cada um.

Serra é o pré-candidato mais conhecido da população. Na pesquisa, 65% disseram que o conhecem bem ou "mais ou menos". Dilma teve o maior crescimento no que se refere a ser conhecida. Em dezembro, 32% das pessoas diziam que a conheciam bem ou "mais ou menos". Esse índice agora é de 44%.

Espontânea

Segundo Rafael Lucchesi, diretor de operações da CNI, um dos pontos mais representativos da pesquisa "é o percentual de 42% de eleitores que não sabem em quem votarão na pesquisa espontânea", quando não são apresentados nomes para os eleitores.  

Nessa simulação, o presidente Lula foi o mais mencionado pelos entrevistados: 20% disseram que votariam nele, apesar de Lula não poder se candidatar por já estar em seu segundo mandato. 14% mencionaram Dilma e 10% citaram Serra. Aécio Neves foi lembrado por 3%, enquanto Marina Silva e Cir Gomes tiveram, cada um, preferência de 1% dos eleitores.

Datafolha

Pesquisa Datafolha divulgada em 27 de fevereiro mostrou queda na diferença entre os pré-candidatos do PSDB, o governador paulista, José Serra, e do PT, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, à sucessão presidencial.

O levantamento apontou Serra com 32% das intenções de voto; Dilma Rousseff, com 28%; o deputado federal Ciro Gomes (CE), pré-candidato do PSB, com 12%; e a pré-candidata do PV, senadora Marina Silva (AC), com 8%. Na mostra anterior do Datafolha, divulgada em dezembro de 2009, Serra tinha 37%; Dilma 23%; Ciro 13%; e Marina 8%.

Outro levantamento

Pesquisa realizada pelo Ibope por encomenda da Associação Comercial de São Paulo e realizada entre os dias 6 a 9 de fevereiro indicava Serra com 36% das intenções de voto e Dilma 25%. Em terceiro lugar estava o deputado federal Ciro Gomes (PSB) com 11%, seguido da senadora Marina Silva (PV) com 8%.

Por: Maria Angélica de Oliveira

veja também