MENU

Sessão que pode cassar prefeito de Campinas segue pela madrugada

Sessão que pode cassar prefeito de Campinas segue pela madrugada

Atualizado: Sexta-feira, 19 Agosto de 2011 as 9:51

A sessão que pode cassar o prefeito de Campinas, município a 97 km de São Paulo, que começou por volta das 9h de quinta-feira (17), ainda não foi interrompida e seguiu durante a madrugada desta sexta-feira (19). Com o intuito de dar celeridade à leitura dos processos que acusam Hélio de Oliveira Santos (PDT) de envolvimento com três irregularidades na administração, os vereadores se alternaram na leitura. Menos de 300 páginas ainda precisavam ser lidas por volta das 8h30.

O prefeito é acusado de crime de irregularidade nos contratos da Sanasa , que a companhia de abastecimento do município, de omissão na instalação de antenas de celulares e de irregularidade na aprovação de projetos de loteamento e empreendimentos imobiliários.

      Durante toda a madrugada entre sete e 10 vereadores se alternaram no plenário para garantir o prosseguimento das atividades. A expectativa é que a leitura das denúncias seja concluída na tarde desta sexta-feira.

Depois da leitura, cada vereador que desejar terá 15 minutos de fala. Em seguida, é a vez do prefeito, que tem duas horas para se pronunciar – o que pode ser feito por ele mesmo ou por sua defesa.

Somente após esse processo será iniciada a votação, que pode entrar pela madrugada deste sábado-feira (20). Para que o prefeito seja cassado é preciso que pelo menos dois terços da Câmara – ou 22 dos 33 vereadores – votem a favor de sua saída em pelo menos uma das denúncias.

A investigação sobre o prefeito teve início depois que o Ministério Público apurou e denunciou corrupção, fraudes em contratos e pagamento de propina na Prefeitura de Campinas. Alguns funcionários públicos e empresários da cidade chegaram a ser presos.

veja também