MENU

Shopping deve indenizar jovem que ficou preso em escada rolante, diz TJ

Shopping deve indenizar jovem que ficou preso em escada rolante, diz TJ

Atualizado: Sexta-feira, 10 Junho de 2011 as 11:31

Um shopping de Curitiba foi condenado pela 9.ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná a pagar indenização de R$ 25 mil por danos estéticos e R$ 50 mil – mais correções monetárias - por danos morais a um jovem, que em 1998, teve o pé direito preso em uma escada rolante do local. Na época a vítima tinha sete anos e precisou fazer duas cirurgias. O polegar ficou deformado e o segundo dedo teve que ser amputado por causa da necrose. O shopping pode recorrer à decisão.

De acordo com o processo, o pé da vítima, que hoje tem 21 anos, foi tragado pela grelha existente no final da escada. A esteira parou de funcionar, mas o mecanismo interno continuou em atividade, o que pressionou ainda mais o pé da criança.

Depois de 20 minutos, chegou um funcionário com o uniforme de uma empresa prestadora de serviços de manutenção de elevadores, chamado pela administração do shopping. O profissional, entretanto, disse que era especialista em elevadores e não fazia manutenção em escadas rolantes.

O pé do garoto foi solto com a chegada dos bombeiros que utilizaram uma alavanca hidráulica para remover a plataforma da escada rolante.

“Evidentemente que competia ao estabelecimento comercial a verificação e aprimoramento constante da segurança das escadas rolantes, não só com avisos informativos sobre o seu uso, bem como com equipe especializada no local para atendimento imediato de qualquer incidente”, disse o texto da sentença, proferida pelo juiz Anderson Ricardo Fogaça.

Ainda de acordo com juiz, o estabelecimento comercial tem a obrigação de zelar pela segurança de seus clientes e evitar condições que coloquem em risco a saúde e a integridade física dos consumidores.    

veja também