MENU

Sigilo de orçamento de obra para Copa foi mal interpretado, diz Dilma

Sigilo de orçamento de obra para Copa foi mal interpretado, diz Dilma

Atualizado: Sexta-feira, 17 Junho de 2011 as 2:32

A presidente Dilma Rousseff defendeu, nesta sexta-feira (17), o regime de contratação especial para obras da Copa do Mundo de 2014 que está em discussão no Congresso.

Na noite de quarta (14), a Câmara dos Deputados aprovou uma medida provisória que prevê o sigilo sobre o orçamento de algumas obras, o que foi criticado por entidades e pela oposição.

Ela lamentou a "má interpretação" que, segundo ela, está sendo dada à questão.

O que está sendo chamado de sigilo de orçamento, argumentou a presidente, é uma medida que foi adotada para reduzir o preço das obras. "Este foi um recurso que nós usamos para diminuir os preços das obras da Copa. Não há, da parte do governo, nenhuma intenção em ocultar."

Dilma afirmou também que os termos do dispositivo foram discutidos com o Tribunal de Contas da União (TCU).

"Lamento a má interpretação que deram a esse ponto. Em momento algum se esconde o valor do órgão de controle, tanto do interno quanto do externo", afirmou. "Quem não sabe o valor é quem está dando o lance", complementou.

Segundo a presidente, a prática é adotada pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e pela União Europeia para que a empresa que disputa as licitações não utlize a prática de elevação de preços ou formação de cartel.

Ela destacou que o dispositivo está em discussão no Congresso e que poderá ser modificado. "Acredito que possa ser corrigido. Conversando, as pessoas esclarecem, e cada um vai explicar o que entendeu e onde está o problema."

veja também