Sindicato dos delegados de Minas repudia apelidos dados por Quaresma

Sindicato dos delegados de Minas repudia apelidos dados por Quaresma

Atualizado: Quinta-feira, 26 Agosto de 2010 as 8:09

Em resposta aos apelidos dados pelo advogado Ércio Quaresma aos delegados envolvidos no caso Eliza Samudio, durante sua defesa prévia que foi postada em seu blog, o Sindicato dos Delegados da Polícia do Estado de Minas Gerais enviou uma nota de repúdio à atitude do advogado.

Segundo a nota, as ofensas foram gratuitas, grosseiras, sarcásticas e inoportunas. Ainda de acordo com a nota, os advogados demonstraram inaptidão e despreparo para o exercício da advocacia e para a defesa de seus clientes.

Sobre a nota do sindicato, Quaresma disse que não está preocupado. “Não tenho preocupação. Quando alguns destes delegados fazem besteira o advogado que eles procuram sou eu. Se alguns deles querem tomar as dores do ‘Quinteto das trevas’ não tem problema”.

Relembre os apelidos

O chefe do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DIHPP), delegado Edson Moreira, é chamado de "Neandertal" (espécie anterior ao homem). A chefe da Delegacia de Homicídios de Contagem, delegada Ana Maria dos Santos, virou "Megahair". O casal de delegados Alessandra e Júlio Wilke foram chamados, respectivamente, de "Paquita" e "Galinho de Briga". E o chefe da Divisão de Investigação de Crimes contra a Vida (DICcV) da Polícia Civil, Wagner Pinto, é apelidado de "Mudinho". A Polícia Civil disse que não vai comentar o caso.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também