MENU

Soldados do Burundi matam 18 rebeldes em confronto

Soldados do Burundi matam 18 rebeldes em confronto

Atualizado: Terça-feira, 22 Novembro de 2011 as 9:40

Soldados do Burundi mataram 18 homens armados em um duro confronto nesta terça-feira (22), segundo uma autoridade do governo. O enfrentamento fez ressurgir o temor de que uma nova rebelião possa irromper no país, situado na África Central.

O Burundi passou por um período de relativa tranquilidade desde que um grupo rebelde hutu, as Forças para a Liberação Nacional, depôs as armas e ingressou no governo em 2009, depois de quase duas décadas de guerra civil.

Mas os ataques contra civis e soldados se intensificaram desde as eleições do ano passado, as quais foram amplamente boicotadas pela oposição.

Analistas dizem que os recentes confrontos entre forças de segurança do governo e ex-integrantes de grupos rebeldes podem levar uma insurgência de larga escala. As autoridades costumam atribuir os ataques a criminosos comuns.

O presidente do Burundi, Pierre Nkurunziza, enfrenta crescente pressão para iniciar conversações com os líderes da oposição, que estão no exílio, para evitar o retorno da guerra civil.

Os últimos confrontos ocorreram na segunda-feira, na província de Cankuzo, no leste do país, perto da fronteira com a Tanzânia, disse uma autoridade local.

'Há um grupo de bandidos armados que atacou quatro províncias e saqueou várias residências. Mas forças de segurança foram informadas do ataque e intervieram a tempo, matando 18 deles', disse à Reuters o governador de Cankuzo, Jean Berchmans Niragira.

Um porta-voz militar, coronel Gaspard Baratuza, confirmou o incidente, mas não deu detalhes.

Um morador, que não quis identificar-se por medo de represálias, afirmou que os atacantes estavam armados com metralhadoras e foi possível ouvir várias explosões de granadas.      

veja também