MENU

SP: Controlar estende horário para veículos que não fizeram inspeção em 2009

SP: Controlar estende horário para veículos que não fizeram inspeção em 2009

Atualizado: Quinta-feira, 28 Janeiro de 2010 as 12

A Controlar - empresa responsável pela inspeção veicular na capital -estendeu o horário de atendimento para os proprietários de veículos que já recolheram a tarifa de R$ 56,44, referente ao exercício 2009 e tem até dia 30 para realizar a inspeção veicular ambiental.

Os 15 centros de inspeção atenderão entre os dias 28 e 30 de janeiro, das 7h às 22h.

Na terça-feira, dia 26, foi o último dia para emissão e pagamento da tarifa para realização da inspeção veicular 2009 em São Paulo. Após 72 horas do pagamento, já será possível agendar o dia, o local e o horário também pelo site ou pelo telefone (11) 3545-6868.

Os veículos que não passarem pela fiscalização em 2009 terão o licenciamento 2010 bloqueado e estão sujeitos a multa de R$ 550. De acordo com a Prefeitura de São Paulo, a regra vale também para os motoristas que anteciparam o licenciamento do carro em 2009, antes do início da vistoria obrigatória na capital paulista. Neste caso, os veículos que não passarem pela vistoria terão licenciamento de 2011 bloqueados.

De acordo com a Secretaria do Verde do Meio Ambiente, a inspeção veicular ambiental teve em 2009 adesão geral de cerca de 78%: aproximadamente 100% dos automóveis; 37% das motocicletas; 50% dos veículos leve a diesel; 75% dos ônibus e 50% dos caminhões.

Radares poderão multar carros sem inspeção

A partir de março, radares fotográficos poderão multar os motoristas de São Paulo que não fizerem a inspeção veicular. A medida deve integrar um convênio a ser firmado entre as secretarias municipais do Verde e do Meio Ambiente e dos Transportes para ampliar a fiscalização.

A data para o início da fiscalização por radar foi anunciada no dia 8 de janeiro pelo secretário municipal do Verde e do Meio Ambiente, Eduardo Jorge. "É provável que em março isso já esteja funcionando", afirmou. Segundo o secretário, o objetivo é ampliar a eficiência da fiscalização e "alcançar mais pessoas" que não fizeram a inspeção. "Não é justo que uma pessoa faça a inspeção e o vizinho dela não faça."

Os dados capturados nas ruas pelo sistema de leitura automática de placas serão cruzados com informações das inspeções veiculares. Dos 494 radares da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) em operação, há 145 com o sistema.

Inspeção 2010

O agendamento para a inspeção veicular da frota paulistana já começou para os proprietários de carros placa final 1 (veja a tabela), exceto os fabricados e licenciados em 2010. Neste ano, todos os veículos são obrigados a passar pela inspeção e o valor pago (R$ 56,44) não será mais reembolsado.

Segundo a Prefeitura de São Paulo, em 2009, baseado na lei municipal nº 14.717/08, o prefeito Gilberto Kassab concedeu a devolução do valor aos proprietários de veículos que realizaram a inspeção para incentivar o programa que estava em sua fase inicial. Como em 2010 o programa passa a ter uma abrangência nacional de caráter obrigatório o prefeito suspendeu a devolução da tarifa.

Com a obrigatoriedade de inspeção estendida para toda a frota, o número de carros a serem inspecionados passará de 3,5 milhões em 2009 para 6,5 milhões, que corresponde à frota paulistana atual.

veja também