MENU

SP tem oito regiões em atenção e uma em alerta máximo para deslizamentos

SP tem oito regiões em atenção e uma em alerta máximo para deslizamentos

Atualizado: Segunda-feira, 7 Dezembro de 2009 as 12

A cidade de São Paulo tinha na manhã desta segunda-feira (7) oito regiões em estado de atenção e uma em alerta máximo para deslizamentos de terra, segundo informações da Defesa Civil. De acordo com o coordenador do órgão, coronel Jair Paca de Lima, a região em alerta máximo é a Subprefeitura de São Mateus, na Zona Leste. 

As áreas em atenção ficam em Cidade Tiradentes, Guaianazes, Itaquera e Vila Prudente, também na Zona Leste, Butantã e Lapa, na Zona Oeste, e Campo Limpo e M?Boi Mirim, na Zona Sul.

Na região de São Mateus, 222 imóveis já foram interditados devido aos riscos de novos acidentes. As famílias estão sendo retiradas do local. ''Nós tivemos nessa região a coloaboração das pessoas, que entenderam o risco que estavam correndo. Nos indicamos abrigos da prefeitura, mas elas preferiram ir para a casa de amigos e parentes na regiao'', explicou o coronel.

Agentes da Defesa Civil estão de prontidão para qualquer eventualidade. Em São Mateus, equipes do órgão realizam novas vistorias nesta segunda, e o número de imóveis interditados deve aumentar.

Quem mora em áreas de risco deve estar atento aos sinais de perigo. ''Essas pessoas devem observar nos seus imóveis se as portas não estão fechando, se há afundamento de solo ou se há trincas ou rachaduras no imóvel'', disse Lima.

Temporal

Na quinta, o temporal que atingiu a região metropolitana causou três deslizamentos de terra com mortes na Grande São Paulo. Em Itapecerica da Serra, três crianças e um adolescente morreram soterrados.

Em Mauá, uma série de deslizamentos causou a morte de uma pessoa e deixou outras oito feridas. No Parque São Rafael, Zona Leste da capital, três pessoas morreram. Uma foi encontrada no mesmo dia do acidente. Os corpos de um homem e seu filho adolescente só foram localizados mais de 20 horas depois.

De acordo com a Defesa Civil estadual, 15 pessoas morreram na última semana vítimas da chuva no estado.

veja também