MENU

Substituto de Tuma Jr. diz que missão será combater lavagem de dinheiro

Substituto de Tuma Jr. diz que missão será combater lavagem de dinheiro

Atualizado: Quinta-feira, 1 Julho de 2010 as 9:28

O advogado Pedro Abramovay diz que terá duas missões principais a partir de terça-feira (6), quando assumirá o cargo de secretário nacional de Justiça: implementar uma política mais intensiva de combate à lavagem de dinheiro e aplicar um processo de transparência dentro da secretaria, especialmente em relação à regularização de estrangeiros.

Os pedidos foram feitos pelo ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, que convidou o advogado para o cargo. Abramovay assume a vaga que foi de Tuma Jr., exonerado depois de uma série de denúncias sobre suposto envolvimento coma máfia chinesa de São Paulo.

''O ministro acredita que seja preciso um esforço para expor à população tudo que é feito pela secretaria. Tanto a política contra a lavagem de dinheiro quanto a regularização de estrangeiros são pontos fortes do ministério. São áreas em que o Ministério da Justiça já avançou muito, mas é preciso consolidar as conquistas que tivemos nestes quadros'',  afirmou o advogado ao G1 por telefone, de Paris.

Abramovay estava em Paris quando recebeu uma ligação do ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, no último dia 25. Lá, preparava-se para assumir a direção executiva do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC). Diante do convite feito por Barreto para que assumisse a Secretaria Nacional de Justiça, o advogado recusou o cargo na ONU.

''Eu estava em processo de indicação para um cargo na ONU, quando o ministro [Luiz Paulo Barreto] me ligou e disse que queria que eu assumisse a secretaria. Claro que uma proposta como essa eu não tinha como recusar'', disse.

O advogado, que é de São Paulo, ainda não sabe se assumirá o comando do Conselho Nacional de Combate à Pirataria, cargo que também era ocupado por Tuma Júnior desde abril deste ano.

Segundo Abramovay, a decisão deve ser anunciada pelo ministro da Justiça ainda na próxima semana. O novo secretário tem um histórico de serviços junto ao ministério, onde atuou como secretário de Assuntos Legislativos e assessor especial do então ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos. Ele também chegou a ocupar por duas vezes o posto de ministro interino da Justiça.

''Não é automático que o secretário nacional de Justiça seja o presidente do Conselho de Combate à Pirataria. O ministro não me convidou para assumir esse cargo. Nem conversamos ainda sobre esse assunto'', afirmou.

Por Iara Lemos

veja também