MENU

Supermercados de SP devem deixar de dar sacolas em 2012, diz Apas

Supermercados de SP devem deixar de dar sacolas em 2012, diz Apas

Atualizado: Segunda-feira, 9 Maio de 2011 as 4:14

Os supermercados do estado de São Paulo devem deixar de oferecer sacolas plásticas à base de petróleo aos consumidores a partir de 25 de janeiro de 2012, segundo o presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas), João Galassi.

A afirmação foi feita nesta segunda-feira (9), durante a assinatura de um protocolo de intenções entre a entidade e o governo do estado para a realização de estudos e adoção de ações de substituição das sacolas à base de petróleo utilizadas nos supermercados do estado de São Paulo.

Os termos do protocolo ainda não foram divulgados mas, segundo Galassi, o objetivo do que ele considera como "um protocolo de compromisso" é que todo o setor já esteja adaptado e não ofereça mais sacolas plásticas até o dia 25 de janeiro de 2012.

Manifestação organizada pelo Sindicato dos Químicos, Plásticos e Farmacêuticos durante a abertura da  feira Internacional de Negócios em Supermercados. (Foto: Amauri Nehn/NEWS FREE/AE)

  Pelo cronograma da Apas, as ações de conscientização vão começar em 5 de junho, no dia do Meio Ambiente. A primeira ação com os consumidores começa no dia 22 de setembro e a Apas espera que, em 12 de novembro, todo o setor já ofereça sacolas biodegradáveis para venda, bem como outras opções de sacolas retornáveis.

“Fizemos um teste piloto, a sociedade aderiu, os supermercados têm que fazer a parte deles. Até porque daqui a pouco vai ter também a lei de resíduos sólidos”.

Em agosto passado, a cidade de Jundiaí, no interior de São Paulo, aboliu as sacolas plásticas dos mercados, tirando de circulação um produto que leva mais de um século para se decompor. Oito meses depois, a Prefeitura de Jundiaí calcula ter reduzido em 95% a distribuição das sacolas, mesmo sem haver uma lei obrigando o comércio a não usá-las.        

veja também