MENU

Supermercados reduzem em 12% o consumo de sacolas plásticas

Supermercados reduzem em 12% o consumo de sacolas plásticas

Atualizado: Quinta-feira, 31 Julho de 2008 as 12

Participaram do projeto piloto 16 lojas de grandes redes no período de 29 de maio a 29 de junho

Trinta dias depois da implantação do projeto piloto do Programa de Qualidade e Consumo Responsável de Sacolas Plásticas na Grande São Paulo - que tem como objetivo reduzir em 30% o número de sacolas plásticas no período de 12 meses - o consumo desse item nos supermercados participantes caiu 12% no primeiro mês do Programa, significando que foi atingido 40% da meta.

O programa estabeleceu a produção e distribuição de sacolas plásticas mais resistentes, fabricadas de acordo com a norma ABNT 14.937 e identificadas com o Selo de Qualidade ABIEF/INP, para acondicionar mais produtos e dispensar o uso sobreposto para evitar que se rompam.

"Pesquisa Ibope mostrou que 100% das famílias das classes B, C e D usam as sacolinhas para embalar o lixo doméstico. Sem elas, teriam que comprar sacos plásticos. Nossa idéia, então, foi promover uma ação para convencer as pessoas a levar para casa apenas as embalagens realmente necessárias e estimulá-las a reusar todas", explica Francisco de Assis Esmeraldo, presidente da Plastivida Instituto Sócio-Ambiental dos Plásticos.

Pesquisa de observação realizada pela SP Trade em 12 supermercados na cidade de São Paulo antes da campanha de conscientização revelou que 13% dos consumidores utilizavam as sacolinhas em duplicidade e, em 61% dos casos, ocupavam menos da metade da sua capacidade. Com as novas sacolas, que suportam até 6 kg de mercadorias, esses números mudaram. A duplicidade caiu para 6,3%, e a subutilização, para 32,9%. Os clientes que deixaram os pontos de venda com as sacolas cheias eram apenas 26% do total. Agora são 60,8%.

"Estamos no caminho certo para atingir nossa meta de diminuir o consumo de sacolas plásticas incentivando o consumidor a aderir ao princípio dos 3 R`s: Reduzir, Reusar e Reciclar", avalia Esmeraldo.

Participaram do Projeto-piloto 16 lojas da Grande São Paulo - 14 das redes Pão de Açúcar e Carrefour e duas de outras bandeiras - Vip e Alvorada, entre os dias 29 de maio e 29 de junho. Para auxiliar na campanha de conscientização dos consumidores, operadores de caixa e empacotadores receberam um treinamento específico, e 62 promotoras abordaram os clientes nos pontos de venda para apresentar os benefícios das novas sacolinhas e estimulá-los a reduzir o seu consumo.

A pronta aceitação do consumidor levou os supermercados que adotaram o projeto a prosseguir com a distribuição das sacolas mais resistentes. O próximo passo será a implantação do plano de redução do uso de sacolas plásticas na capital do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Bahia e de Pernambuco.

A concepção do projeto reuniu a Plastivida Instituto Sócio-Ambiental dos Plásticos, o Instituto Nacional do Plástico (INP) e a Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Flexíveis (Abief). Contou ainda com o apoio da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e da Associação Paulista de Supermercados (Apas). Hoje são consumidas no país 18 bilhões de sacolas por ano.

veja também