MENU

Suspeita de injetar vaselina em menina deve ser ouvida nesta quarta

Suspeita de injetar vaselina em menina deve ser ouvida nesta quarta

Atualizado: Quarta-feira, 8 Dezembro de 2010 as 8:17

A auxiliar de enfermagem suspeita de injetar vaselina líquida no lugar de soro na veia da menina Stéphanie dos Santos Teixeira, de 12 anos, que morreu no sábado (2), deve prestar depoimento à polícia nesta quarta-feira (8). Ela foi identificada a partir de depoimentos de duas funcionárias do hospital que estavam de plantão no dia em que a menina morreu.

O nome dela está sendo mantido sob sigilo. Ela é a mesma mulher indicada, por meio de foto, pela mãe da menina. No fim de semana, Stéphanie chegou ao Hospital São Luiz Gonzaga, na Zona Norte de São Paulo, com sintomas de virose e morreu depois de receber vaselina líquida na veia.   Segundo o delegado responsável pelas investigações, a auxiliar de enfermagem apontada como responsável pelo erro já foi intimada a prestar depoimento. O advogado de defesa confirmou que ela vai se apresentar.

De acordo com a polícia, a suspeita deve ser indiciada por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Nesta terça-feira (7), nove pessoas foram ouvidas pela polícia.

Depois da troca dos medicamentos, o superintendente da Santa Casa, que administra o Hospital São Luiz Gonzaga, disse que a entidade pretende usar rótulos ou até vidros diferentes para guardar vaselina e soro. A medida deve ser tomada para que o erro não volte a acontecer.    

veja também