MENU

Suspeita de tráfico é flagrada ao celular com marido presidiário em MT

Suspeita de tráfico é flagrada ao celular com marido presidiário em MT

Atualizado: Segunda-feira, 31 Outubro de 2011 as 1:11

A polícia prendeu neste final de semana uma mulher de 32 anos durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão determinado pela juíza da 3ª Vara Criminal de Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, Marilza Aparecida Vitória. Enquanto os policiais militares vasculhavam a residência localizada no bairro Planalto Ipiranga, no município, o telefone da suspeita tocou por várias vezes e ela informou que era o marido dela que está detido na Penitenciária Central do Estado, antigo presídio do Pascoal Ramos, na capital. Os policiais pediram que ela atendesse ao telefone e deixasse no viva voz. "Ele (detento) disse que era para ela ficar tranquila porque já sabia o que estava acontececendo e que o advogado logo iria chegar", diz trecho do boletim de ocorrência. Ainda de acordo com a polícia, quando o marido iria dizer quem o informou sobre o mandado de busca e apreensão, a mulher desligou o telefone e começou a chorar.

Essa informação foi repassada ao sistema prisional e, em seguida, o aparelho de celular que estava no raio 5 do presídio foi apreendido. O telefone dela havia sido interceptado pelo serviço de inteligência da Polícia Civil. A suspeita foi levada à Central de Flagrantes para prestar depoimento à polícia e deverá responder por tráfico de drogas.

Droga 'camuflada'

Em outro mandado de busca e apreensão determinado pela magistrada, a polícia encontrou nove porções de pasta base de cocaína e uma porção de maconha misturados com alguns frascos de medicamentos. Na residência que fica no Centro de Várzea Grande, e que segundo a polícia funciona como ponto de venda de drogas, foram presos dois estudantes de 21 e 23 anos.

 Além da droga, os policiais militares encontraram dois carretéis de linha de costura e uma tesoura pequena utilizados no preparo das porções comercializadas.        

veja também