MENU

Suspeito de matar Vanessa teria confessado crime, segundo irmão

Suspeito de matar Vanessa teria confessado crime, segundo irmão

Atualizado: Domingo, 20 Fevereiro de 2011 as 7:25

O irmão do suspeito identificado de ter matado a supervisora de vendas Vanessa Vasconcelos Duarte procurou a polícia para oferecer ajuda. Segundo dados da investigação, o homem informou que o suspeito, no dia do crime, chegou transtornado em casa e confessou que tinha matado uma mulher.

Segundo a polícia, a Justiça aceitou o pedido de prisão temporária do suspeito ainda na noite de sexta-feira (18). O delegado Zacarias Tadros, que cuida do caso, não autorizou divulgação do nome dele. O Tribunal de Justiça de São Paulo não confirma a informação, pois alertaria o suspeito.

Com a ajuda do irmão, a polícia já tem dados de endereços de parentes e possíveis locais onde o envolvido no caso poderia estar escondido. Segundo fontes da Rede Record, o suspeito ainda está no Estado de São Paulo. A procura por ele continua neste sábado (19).

O segundo envolvido no caso ainda não foi identificado. A polícia sabe que ele é amigo do primeiro suspeito e que, assim que encontrar esse homem que já foi identificado, chegará mais rápido ao outro criminoso.

Na sexta-feira, a polícia disse que o suspeito de cometer o crime já era condenado a 14 anos de prisão. O delegado não soube informar ainda se ele é foragido da Justiça ou se está no regime semiaberto.

Crime

A supervisora saiu de Barueri, na Grande São Paulo, às 8h de sábado (12) para encontrar as amigas em um posto de gasolina na Raposo Tavares, mas não chegou ao local combinado.

Na mesma tarde, o carro em que a supervisora estava foi encontrado abandonado e o banco traseiro tinha sinais de fogo. Como o veículo era do noivo dela, ele foi o primeiro a ser comunicado sobre o abandono. Depois, a família registrou um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento de Vanessa.

O corpo da jovem foi localizado no domingo em Cotia. Segundo a Polícia Civil, a vítima tinha muitos ferimentos no rosto e estava seminua. A poucos metros de onde o corpo estava, a polícia apreendeu um preservativo e duas embalagens.

veja também