MENU

Suspeito de ser chefe da segurança de Nem é preso na Zona Oeste do Rio

Suspeito de ser chefe da segurança de Nem é preso na Zona Oeste do Rio

Atualizado: Sexta-feira, 11 Novembro de 2011 as 11:11

Um homem suspeito de ser um dos chefes da segurança do traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, apontado como o chefe do tráfico da Favela da Rocinha , foi preso na manhã desta sexta-feira (11) durante uma operação da Polícia Militar na Favela Vila Vintém , na Zona Oeste do Rio. Outros nove suspeitos foram presos. Destes, seis confessaram que fugiram da Rocinha , segundo a Polícia Militar. Um outro suspeito morreu. As informações são do comandante do 14º BPM (Bangu), tenente-coronel Alexandre Fontenelle.

“Ontem mesmo já tínhamos informações de que tinham chegado elementos da Rocinha na Vila Vintém, que é da mesma facção criminosa”, comentou o comandante. Desde o início da semana, a PM intensificou o patrulhamento na região da Vila Vintém para evitar a fuga de criminosos da Rocinha para comunidades da Zona Oeste.

De acordo com Fontenelle, os PMs já apreenderam três fuzis e duas pistolas. Entre os 10 presos, cinco estão feridos. Eles foram levados para o Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, também na Zona Oeste.

Procurada pelo G1 , a Secretaria estadual de Saúde informou que dois homens chegaram mortos à unidade e outros seis baleados. A Secretaria não tem informações de quantos seriam criminosos e se eles estavam na Favela Vila Vintém.

Ocupação da Rocinha

A favela da Zona Sul da cidade vive a expectativa de receber a 19ª Unidade Polícia Pacificadora (UPP) nos próximos dias, após a prisão de Nem. De acordo com o governador Sérgio Cabral, a ocupação da Rocinha será concluída até domingo (13) .

Nem foi preso na madrugada de quinta-feira (10)

(Foto: TV Globo) O traficante Nem foi preso na madrugada de quinta-feira (10), após ser encontrado por policiais militares do Batalhão de Choque escondido no porta-mala de um carro, ao tentar fugir da comunidade. Os PMs encontraram no veículo cerca de R$ 180 mil e cinco celulares. Antes da prisão, os homens que ajudavam o traficante na fuga chegaram a oferecer R$ 1 milhão de suborno em troca da liberdade de Nem, segundo a polícia. 

Em nota, a Secretaria de estado de Administração Penitenciária (Seap) informou que Nem está em uma cela indivividual, teve o cabelo raspado , terá que usar uniforme, não tem direito a receber visitas e nem a tomar banho de sol , por enquanto.

A polícia mantém o cerco na Rocinha e faz operações em outros pontos do Rio de Janeiro em busca de integrantes da quadrilha de Nem. 

Outras operações

Também nesta sexta, a PM faz uma operação na Favela de Acari , no subúrbio. De acordo com o comandante do 41º BPM, tenente-coronel Carlos Eduardo Sarmento, cerca de 20 policiais participam da operação. Ainda não há informações sobre prisões ou apreensões.

Já o Batalhão de Operações Especiais (Bope) faz operação no Morro do Chapadão , no subúrbio. Ainda não há informações sobre prisões ou apreensões.          

veja também