Suspeitos da Rocinha estavam na Vila Vintém desde quinta, diz polícia

Suspeitos da Rocinha estavam na Vila Vintém desde quinta, diz polícia

Atualizado: Sexta-feira, 11 Novembro de 2011 as 1

O suspeito de ser um dos chefes da segurança do traficante  Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, e outros cinco homens que atuavam na Favela da Rocinha, na Zona Sul, fugiram da comunidade e estavam desde quinta-feira (10) na Favela Vila Vintém, na Zona Oeste do Rio. As informações são da delegada Márcia Julião, da 34ª DP (Bangu), que confirmou que 11 suspeitos foram detidos na comunidade.

Além dos seis suspeitos, outros três homens foram presos e dois menores detidos durante uma operação da Polícia Militar na Favela Vila Vintém, nesta sexta (11) . Segundo a PM, os três homens e dois menores traficavam na própria Vila Vintém.

Dos suspeitos de migrar da Rocinha, dois foram encaminhados para o Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, também na Zona Oeste. Um deles morreu e ainda não informação sobre o estado de saúde do outro suspeito. Alguns presos também foram levados ao hospital, mas tiveram alta e  foram apresentados na delegacia.

A fuga de suspeitos da Rocinha aconteceu após o chefe do tráfico da comunidade, o Nem, ser preso na madrugada de quinta-feira. “Ontem mesmo já tínhamos informações de que tinham chegado elementos da Rocinha na Vila Vintém, que é da mesma facção criminosa”, comentou o comandante do 14º BPM (Bangu), tenente-coronel Alexandre Fontenelle. Desde o início da semana, a PM intensificou o patrulhamento na região da Vila Vintém para evitar a fuga de criminosos da Rocinha para comunidades da Zona Oeste.

Durante a operação, PMs apreenderam três fuzis e duas pistolas, além de maconha e cocaína.

Procurada pelo G1 , a Secretaria estadual de Saúde informou que dois homens chegaram mortos à unidade e outros seis baleados. A Secretaria não tem informações de quantos seriam criminosos e se eles estavam na Favela Vila Vintém.

Segundo a Secretaria municipal de Educação, as 19 unidades escolares da região funcionam normalmente. No entanto, por causa do confronto entre traficantes e policiais a frequência foi baixa nesta manhã

Ocupação da Rocinha

A favela da Zona Sul da cidade vive a expectativa de receber a 19ª Unidade Polícia Pacificadora (UPP) nos próximos dias, após a prisão de Nem. De acordo com o governador Sérgio Cabral, a ocupação da Rocinha será concluída até domingo (13) .

Nem foi preso na madrugada de quinta-feira (10)

(Foto: TV Globo) O traficante Nem foi preso na madrugada de quinta-feira (10), após ser encontrado por policiais militares do Batalhão de Choque escondido no porta-mala de um carro, ao tentar fugir da comunidade. Os PMs encontraram no veículo cerca de R$ 180 mil e cinco celulares. Antes da prisão, os homens que ajudavam o traficante na fuga chegaram a oferecer R$ 1 milhão de suborno em troca da liberdade de Nem, segundo a polícia. 

Em nota, a Secretaria de estado de Administração Penitenciária (Seap) informou que Nem está em uma cela indivividual, teve o cabelo raspado , terá que usar uniforme, não tem direito a receber visitas e nem a tomar banho de sol , por enquanto.

A polícia mantém o cerco na Rocinha e faz operações em outros pontos do Rio de Janeiro em busca de integrantes da quadrilha de Nem. 

Outras operações

Também nesta sexta, a PM faz uma operação na Favela de Acari , no subúrbio. De acordo com o comandante do 41º BPM, tenente-coronel Carlos Eduardo Sarmento, cerca de 20 policiais participam da operação. Ainda não há informações sobre prisões ou apreensões.

Já o Batalhão de Operações Especiais (Bope) faz operação no Morro do Chapadão , no subúrbio. Ainda não há informações sobre prisões ou apreensões.        

veja também