MENU

Suspeitos de integrar gangue que matou criança são julgados em MT

Suspeitos de integrar gangue que matou criança são julgados em MT

Atualizado: Quarta-feira, 15 Junho de 2011 as 2:02

Três homens suspeitos de pertencer à gangue que assassinou uma menina de dois anos e feriu outras quatro pessoas no bairro Dom Aquino, em Cuiabá, em 28 de fevereiro de 2009, estão sendo julgados pelo Tribunal do Júri da capital.

Familiares da criança Ana Carolina acompanham, emocionados, o julgamento. No dia do crime, a criança seguia com a mãe e o tio a um supermercado quando foi atingida por um tiro. De acordo com os autos do processo, três homens em motos passaram atirando nas pessoas que estavam em um bar, ferindo quatro pessoas.

Estão sendo julgados Cleverson Patrick Ferreira, Adriano Pereira de Oliveira, Ézio Rosa da Silva. Eles respondem por homicídio e quatro tentativas de assassinato. Os advogados deles negam o envolvimento dos acusados no crime.

Durante o julgamento estão previstos os depoimentos de sete testemunhas de defesa e de acusação. De acordo com a denúncia do Ministério Público, os crimes ocorreram em uma tentativa de aterrorizar os moradores na data do aniversário de um dos chefes de uma quadrilha rival da região.

O pai da vítima tentou avisar a família sobre a ação criminosa, pois, antes de entrar no bairro, três motociclistas abasteceram no posto em que ele trabalha e, além de não pagar pelo combustível, ainda deixaram o seguinte recado: “Avise os trouxas lá de baixo que vamos descer lá e matar qualquer um que estiver lá”, como constra em trecho do inquérito do Ministério Público Estadual (MPE).

Outras três pessoas são acusadas de participação no crime, mas ainda não há previsão de quando irão a julgamento, já que os casos foram desmembrados do processo.      

veja também