Suspeitos são presos em ação contra agiotagem em Itaboraí, no RJ

Suspeitos são presos em ação contra agiotagem em Itaboraí, no RJ

Atualizado: Terça-feira, 29 Novembro de 2011 as 1:40

A Polícia Civil faz, na manhã desta terça-feira (29), uma operação para prender suspeitos de integrar uma quadrilha de agiotas que age em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio. Pelo menos duas pessoas já foram presas e uma detida, entre elas, o homem apontado como o chefe do grupo. Segundo a polícia, ele seria dono de uma loja de materiais de construção na região. Na sua casa foram apreendidos cordões de ouro, um carro importado, notas promissórias e cheques.

Segundo a polícia, a operação "Águia de Itambi" foi desencadeada após a investigação de um homicídio que aconteceu em Itaboraí em abril. A vítima que era gari, segundo a polícia, devia dinheiro para a quadrilha de agiotas.

A polícia cumpre três mandados de prisão temporária de 30 dias, e cinco de busca e apreensão, expedidos pela Vara Criminal de Itaboraí.

Na ação, pai e filho, suspeitos de terem assassinado o gari foram presos. Um outro homem, está foragido. Foram apreendidos notas promissórias, cheques, jóias e caderno de anotações com números de cartões de banco.

Águia de gesso

A quadrilha, segundo os agentes, emprestava dinheiro e material de construção com valores superfaturados. Ainda segundo a polícia, o chefe do grupo se apropriava das casas das vítimas e colocava uma águia de gesso no topo do imóvel para indicar que era o novo proprietário.

"Algumas testemunhas dizem que todas as casas que têm uma águia no telhado é porque o agiota tomou da pessoa. Isso, durante a investigação, nós vamos tentar provar. Já as prisões são importantes porque a partir do recado que nós damos à sociedade, que os agiotas não estão acima da lei, as pessoas podem vir à delegacia sem medo para relatarem os fatos e indicarem essas pessoas como verdadeiros extorsionários”, disse o delegado responsável pela casa, Wellington Pereira Vieira

O material apreendido e os presos foram levados para a 71ª DP (Itaboraí).      

veja também