MENU

Taboão da Serra proíbe circulação de caminhões

Taboão da Serra proíbe circulação de caminhões

Atualizado: Quarta-feira, 8 Dezembro de 2010 as 8:58

A cidade de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, proibiu a partir desta segunda-feira (6) a circulação de caminhões sem autorização especial nas ruas e avenidas do município. Segundo a Prefeitura, a decisão foi tomada depois que os veículos de carga passaram a usar as vias da cidade como alternativa às restrições nas vias do Morumbi, na Zona Sul da capital paulista, e na Marginal Pinheiros.

A restrição valerá nos mesmos períodos em que ela ocorre em São Paulo – das 5h às 21h de segunda a sexta-feira e das 10h às 14h aos sábados.

Taboão da Serra fica na chegada da Rodovia Régis Bittencourt à Grande São Paulo. Antes das restrições, os motoristas de caminhões podiam seguir pelas Avenidas Professor Francisco Morato e Eliseu de Almeida, em São Paulo, até a Marginal Pinheiros, e de lá seguir para outras regiões da cidade.   Com a proibição de veículos de carga nestas vias, os caminhões passaram a usar pequenas vias de Taboão da Serra para acessar outras cidades da região metropolitana e áreas da capital paulista sem restrições.

Somente será permitida a circulação de veículos de carga cadastrados, que precisem acessar a cidade para atender transportadoras e comércios do município. Para isso, o caminhoneiro deve preencher o Requerimento de Cartão Caminhão no site da prefeitura e seguir as orientações.

Capital

Em São Paulo, as últimas restrições feitas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) foram em dez vias do Morumbi, na Zona Sul, sobrecarregadas após a proibição de caminhões na Marginal Pinheiros.

A restrição acontece nas avenidas Giovanni Gronchi, Francisco Morato, Morumbi (entre a Ponte do Morumbi e a Avenida Francisco Morato), Doutor Luiz Migliano, Doutor Guilherme Dumont Villares, Jacob Salvador Zveibel e João Jorge Saad e nas ruas Engenheiro Oscar Americano, Padre Lebret e Jules Rimet (da Praça Roberto Gomes Pedrosa até a Rua Padre Lebret).    

veja também