Tartaruga resgatada em praia de Santos é devolvida ao mar

Tartaruga resgatada em praia de Santos é devolvida ao mar

Atualizado: Sábado, 26 Março de 2011 as 10:58

A tartaruga-de-couro, também conhecida como tartaruga gigante -- uma espécie ameaçada de extinção--, resgatada na praia de Santos (litoral de SP) na semana passada, foi devolvida ao mar nesta sexta-feira.O animal --de cerca de 400 kg, 1,8 metro de comprimento e mais de 50 anos-- foi içado do tanque em que estava se recuperando no Aquário Municipal, envolto em manta plástica e rede e colocado, por oito pessoas, em uma plataforma protegida por colchonetes.

A tartaruga foi levada até o cais da Marinha de caminhão e foi para alto mar em um rebocador. Ela foi solta a 60 km da costa. Toda a operação durou cerca de sete horas.

Enquanto ficou no aquário, ela recebeu soro, glicose e medicamentos por cateter intravenoso. Foram coletadas amostras de sangue e fezes para exames. Segundo a veterinária Cristiane Lassálvia, a manutenção do animal por mais tempo em cativeiro não era recomendada.

"Os prejuízos decorrentes do estresse, da ausência de águas-vivas, que são a sua alimentação, e da restrição de espaço podem sobrepujar os benefícios do tratamento clínico. Ela recebeu soro, glicose, vitaminas e proteínas antes de ser liberada para a viagem", afirmou.

O animal foi solto sem que os veterinários chegasem a um diagnóstico do que motivou a distensão de suas alças intestinais, o que levou a tartaruga a nadar com inclinação à direita, quando foi resgatada por mergulhadores.

"Provavelmente ela apresenta um quadro de enterite, infecção que pode ter sido provocada pela ingestão de algum material, como saco plástico", disse o veterinário Gustavo Dutra. "Mas ela está defecando normalmente, o que mostra que está com trânsito intestinal liberado", afirmou Lassálvia.

Dutra afirmou que a permanência do animal no tanque poderia causar uma lesão muscular na tartaruga. "Foi feito todo o possível e acreditamos que ela possa se recuperar naturalmente", afirmou o veterinário.  

veja também