Telefonista dá à luz em carro ilhado pela enchente em MG

Telefonista dá à luz em carro ilhado pela enchente em MG

Atualizado: Terça-feira, 9 Março de 2010 as 12

A telefonista Fernanda Silva, 27 anos deu à luz um bebê dentro do carro, que ficou ilhado na enchente que atingiu Belo Horizonte, na madrugada desta terça-feira, dia 9. Ela e o marido, o auxiliar de almoxarifado André Alves da Costa, 25 anos, seguiam para o Hospital Risoleta Tolentino Neves quando foram surpreendidos pela força da chuva e o nascimento da menina Cecília.

O hospital informou ao G1 que a menina nasceu com 48 centímetros, 3,2 quilos. A mãe estava com 38 semanas de gestação. "Minha mulher começou a entrar em trabalho de parto e não esperamos a chuva passar para irmos ao hospital. No meio do caminho ela ficou desesperada e começou a gritar que a criança iria nascer ali mesmo e pediu minha ajuda. Foi uma emoção muito grande", disse o pai.

Por sorte, uma equipe do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, que tinha recebido um chamado para atender uma ocorrência de agressão, passou pelo local onde estava o carro ilhado da família e prestou os primeiros socorros pós-parto. "Os bombeiros cortaram o cabo umbilical e deram o cuidado necessário para a criança e minha mulher", disse André Alves ao G1.

De acordo com a administração do hospital, mãe e filha passam bem, mas eguem internadas por precaução. A internação das duas foi recomendada pela equipe médica por conta do parto ter ocorrido no meio da água da enchente e assim evitar qualquer risco de infecção. Elas devem receber alta até quarta-feira, dia 10.

O casal tem um filho de 1 anos e 6 meses, Álvaro, que também nasceu em uma noite de chuva. "Fomos até a Santa Casa de Belo Horizonte debaixo de uma chuva muito forte. Nosso filho nasceu 15 minutos depois de chegarmos, ainda na sala de pré-parto, porque não deu tempo de preparar a sala de parto. Instantes antes, começou a cair pedras de granizo. Acho que São Pedro nos dá sorte", afirmou Andre Alves ao G1.

veja também