MENU

Tempo seco altera rotina de carteiros e lota postos de saúde em MT

Tempo seco altera rotina de carteiros e lota postos de saúde em MT

Atualizado: Terça-feira, 24 Agosto de 2010 as 1:29

O tempo seco incomoda moradores de Mato Grosso. O índice de umidade relativa chegou a 14%, muito abaixo do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Em Cuiabá, uma nuvem cinza cobre a cidade na maior parte do dia.

Os postos de saúde estão lotados. Os pacientes reclamam de problemas respiratórios e irritação nos olhos.

Por causa do tempo seco, os carteiros começam a entregar as correspondências por volta das 15h, quando o sol está mais fraco. Nas escolas, a rotina da aula de educação física foi alterada.

A baixa umidade do ar atinge níveis críticos no interior do país. De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a massa de ar seco está chegando perto do litoral. Os especialistas dizem que isso é bastante incomum. Em São José do Rio Preto (SP), academia: ventiladores e umidificadores que ajudam a aumentar a qualidade do ar.

Situação crítica

O período chuvoso na Região Centro-Oeste começa só na segunda semana de setembro. Até lá, a situação deve continuar crítica. Entre os estados que mais sofrem com a estiagem estão Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e São Paulo.

A cidade mais seca do país é Água Clara (MS), com 11% de umidade, o que já é considerado estado de emergência.

Recomendação

A Defesa Civil de São Paulo recomenda que a população evite realizar atividades ao ar livre e a exposição ao sol entre as 10h e 17h e que não pratique exercícios entre as 11h e 15h. É aconselhável a ingestão de bastante líquido para não ter problemas de desidratação.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que índices de umidade relativa do ar abaixo dos 20% trazem riscos à saúde. Os principais sintomas são sangramento no nariz, secura nos olhos e mucosas e tonturas.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também