MENU

Temporão anuncia R$ 1 bilhão para combate à dengue

Temporão anuncia R$ 1 bilhão para combate à dengue

Atualizado: Terça-feira, 14 Outubro de 2008 as 12

Temporão anuncia R$ 1 bilhão para combate à dengue

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou na segunda-feira, 13 de outubro, o repasse de mais de R$ 1 bilhão para o combate à dengue a partir do próximo verão.

A verba será dividida entre o orçamento do Teto Financeiro de Vigilância em Saúde (TFVS), que no próximo ano deverá atingir R$ 740,2 milhões, uma campanha publicitária de esclarecimento, gastos com estrutura nos estados e municípios, incluindo compra de veículos e equipamentos, inseticidas e recursos humanos.

Apesar de a maior parte do dinheiro ser destinada ao combate à dengue, o fundo também destina recursos à vigilância de outras doenças. Em coletiva, o ministro explicou que a estratégia de combate à doença deverá mobilizar estados, municípios, Forças Armadas e sociedade civil. O objetivo, segundo ele, é exterminar o mosquito vetor, Aedes aegypti.

"Para mim, é importante a conscientização política de que apenas com uma grande mobilização nós vamos conseguir combater a doença", avaliou Temporão.

Para garantir que todos farão a sua parte, o ministro ressaltou que as leis municipais e estaduais serão acionadas para fiscalizar e autuar estabelecimentos comerciais que deixem de cuidar da água parada. "Eu estimularia fortemente os empresários de médio e grande porte para que se mobilizem no combate", avisou o ministro.

Até agosto deste ano, 212 pessoas morreram de dengue no país. Em todo o ano passado, foram 157 mortes. Entre janeiro a agosto deste ano, o país apresentou 42,7% a mais de casos em comparação com o mesmo período do ano passado. "Esses números estão totalmente fora de qualquer parâmetro do que seria razoável", avaliou Temporão.

Uma das preocupações do ministro é com a transição dos governos municipais. Por isso, segundo ele, os governos estaduais estão sendo acionados para fiscalizarem e estimularem os novos prefeitos a dar continuidade nas ações de combate.

Uma equipe interministerial incluindo pastas como a Educação, Integração Nacional, Cidades, Turismo, Justiça, Defesa, entre outras, também está trabalhando em ações conjuntas.

Postado por: Claudia Moraes

veja também