MENU

Testemunhas não aparecem para depor

Testemunhas não aparecem para depor

Atualizado: Quarta-feira, 23 Junho de 2010 as 9:52

A Polícia Civil ainda investiga o que causou o incêndio no morro dos Cabritos e no parque da Catacumba, na Lagoa, zona sul do Rio de Janeiro, na noite de sábado (19). Duas testemunhas não haviam comparecido à Delegacia de Meio Ambiente para prestar depoimento até a noite de terça-feira (22). A Secretaria Municipal de Meio Ambiente do Rio de Janeiro informou na segunda-feira (21), após vistorias, que a área atingida pelo incêndio é de cerca de 20 hectares, que equivalem a 20 campos de futebol. A dimensão é cinco vezes maior do que o prefeito Eduardo Paes havia informado inicialmente no domingo (20).  

Técnicos concluíram, no entanto, que o impacto ambiental do fogo, que teria começado, segundo investigações, por causa da queda de um balão, foi menor do que o imaginado. Segundo eles, as chamas atingiram principalmente a vegetação do costão rochoso, pequena parte da mata Atlântica e a copa de algumas árvores.

Com isso, não será mais necessário fazer o reflorestamento emergencial, como também havia anunciado o prefeito. A vegetação que foi afetada tende a se recompor naturalmente no período de chuva, mas o processo pode levar até cinco anos, de acordo com estudos.

O balão que teria caído no local pode ter partido da zona oeste do Rio, conforme denúncia feita à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente.

Para evitar que novos incêndios aconteceçam, em especial no perído do seca e de festas juninas, o Disque-Denúncia aumentou a recompensa por informações sobre fábricas, vendas e baloeiros, que variava de R$ 300 a R$ 1.000, para R$2.000. O telefone é (0xx21) 2253-1177. O anonimato é garantido.

veja também