MENU

Tiririca diz estar empolgado com a ideia de ser prefeito de São Paulo

"estou empolgado com ideia de ser prefeito de São Paulo"

Atualizado: Quinta-feira, 8 Março de 2012 as 2:40

O deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca (PR-SP), disse estar "empolgado" com a possibilidade de concorrer à prefeitura de São Paulo nas eleições de outubro deste ano. Ele foi o parlamentar mais votado do País em 2010, com 1,35 milhão de votos, usando o slogan "Vote no Tiririca. Pior que tá não fica". Conforme a assessoria dele, o PR encomendou uma pesquisa de intenção de votos para saber se o deputado tem chances ser prefeito da capital paulista.

"Os eleitores procuraram o partido e fiquei muito feliz que as pessoas gostariam que eu concorresse. Quem sabe? Estou empolgado. Acho muito legal o carinho do povo. Estou motivado e nas mãos do partido, se decidirem eu vou", afirmou Tiririca.

De acordo com o parlamentar, a possível indicação ao cargo não seria estratégia do PR para forçar o PT a ceder o Ministério dos Transportes novamente ao partido, e sim um apelo popular. "A voz do povo é a voz de Deus.

Eu e o Valdemar (Costa Neto, presidente de honra do PR) não discutimos, nos damos muito bem. Ele sempre me elogia e trabalhamos para colocar o partido à frente", disse.

"Quando você entra na chuva é para se molhar. Se não me indicarem por motivos políticos, não ficarei chateado e vou entender", completou Tiririca. O palhaço quase teve a candidatura impugnada à Câmara dos Deputados sob acusação de analfabetismo e foi alvo de críticas até de outros candidatos à vaga, durante o horário eleitoral.

Serra lidera pesquisas

Após se lançar candidato nas prévias do PSDB pela prefeitura de São Paulo, o ex-governador José Serra subiu nove pontos em pesquisa de intenção de votos realizada pelo Datafolha entre quinta e sexta-feira da semana passada e que ouviu 1.087 eleitores. O tucano agora aparece com 30% dos votos, liderando a disputa e seguido por Celso Russomanno (PRB), com 19%, enquanto Fernando Haddad (PT), candidato do ex-presidente Luiz

Inácio Lula da Silva, tem apenas 3%.

A pesquisa tem margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento anterior, em que 21% dos entrevistados afirmou que votaria em Serra, foi divulgado no fim de janeiro.

Em um dos cenários em que aparece - contra Haddad e Gabriel Chalita (PMDB) -, Serra chega a 49%, o suficiente para vencer a eleição no primeiro turno, superando a soma de votos dos adversários. Os dois tucanos que sustentaram seu nome nas prévias do partido depois de Serra anunciar que concorreria, José Aníbal e Ricardo Tripoli, chegam a apenas respectivos 4% e 3% dos votos na pesquisa.

O Datafolha aponta Serra como o pré-candidato mais conhecido: 99% dos entrevistados o reconhecem, enquanto Chalita é lembrado por 52% dos eleitores e Haddad, por 41%. O ex-governador, entretanto, é também lembrado por ter abandonado a prefeitura em 2006 para concorrer ao governo do Estado: dos 76% que disseram conhecer a atitude tomada por Serra, 66% a reprovaram e 70% afirmaram que ele não deveria reincidir no ato. O levantamento do Datafolha foi recebido pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) sob o registro SP-00009/2012.

veja também