MENU

Tiririca é aplaudido e Maluf vaiado em sessão de diplomação em SP

Tiririca é aplaudido e Maluf vaiado em sessão de diplomação em SP

Atualizado: Sexta-feira, 17 Dezembro de 2010 as 4:45

Os deputados federais eleitos Francisco Everardo Oliveira (PR-SP), o Tiririca, e Paulo Maluf (PP) provocaram manifestações da plateia que esteve presente na cerimônia de diplomação dos eleitos em outubro. Tiririca foi aplaudido pelas pessoas que estavam nas galerias ao receber seu diploma na manhã desta sexta-feira (17), na Assembleia Legislativa de São Paulo. Já Maluf, teve de ouvir vaias, mas também recebeu palavras de apoio. Ao todo, foram diplomados 94 deputados estaduais, 70 federais, dois senadores e seus suplentes, o governador e o vice.

Tiririca foi o primeiro dos deputados federais a ser chamado para pegar o diploma. Ao chegar à Assembleia, Tiririca, que obteve 1,3 milhão de votos e é o deputado mais bem votado do país, afirmou que estava nervoso e feliz com a diplomação.

"É o primeiro diploma de muitos que vêm aí”, disse. Tiririca afirmou que está estudando a Constituição e que deve focar seus projetos nas áreas de educação e cultura, na defesa de artistas circenses em geral e ciganos.O último a ser diplomado nesta sexta-feira foi o governador eleito, Geraldo Alckmin.

Ao receber o diploma, Maluf, que teve o registro de candidatura liberado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quinta, mesmo vaiado por algumas pessoas, não se abalou. Sorriu, distribuiu cumprimentos, inclusive a Geraldo Alckmin e à senadora Marta Suplicy (PT), e voltou ao seu lugar. Maluf foi condenado em abril deste ano por improbidade administrativa. Na chegada, ele contou aos jornalistas que se sentiu “glorificado” pelas decisões da Justiça que permitiram a ele ser diplomado. “Me sinto glorificado porque sempre disse que era inocente.”

Na saída, Alckmin evitou falar sobre a exoneração do secretário estadual de Educação, Paulo Renato Souza, que pediu demissão na quinta-feira (16). Sobre a diplomação, disse que “é uma honra trabalhar pela população de São Paulo”. Prometeu trabalhar com “honestidade e competência”, dando “continuidade ao bom trabalho que o (ex-governador José) Serra e o (atual governador Alberto) Goldman fazem em São Paulo”.

A senadora Marta Suplicy (PT), ao deixar o prédio do legislativo paulista, comentou sobre sua expectativa de começar o mandato no Senado: “é ir com muita garra, alegria e esforço para ajudar nossa presidenta (Dilma Rousseff) a fazer um bom governo".

Maluf

Antes da diplomação, Maluf criticou o aumento salarial concedido pelos parlamentares a eles próprios. "O próprio ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, diz que tem de fazer cortes. Eu acho que foi inoportuno", comentou.

Na quarta-feira (15), o Congresso aprovou um reajuste de 61,8% no rendimento dos parlamentares. A partir de 1º de fevereiro, deputados, senadores, presidente da República, vice e ministros passam a ganhar o mesmo salário de um ministro do Supremo Tribunal Federal - R$ 26.723. Hoje, um deputado federal recebe R$ 16.500.    

veja também