MENU

TJ-RJ aceita denúncia contra suspeitos de matar policial em boate

TJ-RJ aceita denúncia contra suspeitos de matar policial em boate

Atualizado: Terça-feira, 4 Outubro de 2011 as 3:29

Crime ocorreu em boate na Zona Portuária do Rio

(Foto: Reprodução/TV Globo)

  A 2ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) aceitou a denúncia contra um suposto bicheiro e um agente penitenciário, suspeitos de matar o policial civil Marcelo Bittencourt em uma briga ocorrida na boate The Week, na Zona Portuária do Rio. A decisão foi divulgada nesta terça-feira (4) pelo TJ-RJ. O crime ocorreu na madrugada do dia 6 de agosto. De acordo com o TJ-RJ, o crime teria sido cometido pelo agente penitenciário, a mando do suposto bicheiro. Os dois tiveram a prisão temporária decretada no dia 7 de agosto, mas conseguiram um habeas corpus no dia 25 do mesmo mês pela 1ª Câmara Criminal do TJ-RJ.

Ainda de acordo com o TJ-RJ, na mesma decisão, o juiz indeferiu o pedido de prisão preventiva dos réus, mas impôs algumas medidas cautelares. Eles terão que comparecer ao cartório em todos os meses pares, entre os dias 1º e 10, a partir de dezembro próximo, para informarem e justificarem suas atividades, mantendo atualizados os respectivos endereços. Além disso, estão proibidos de acessar e frequentar boates, shows e casas e também contato com as testemunhas arroladas na denúncia. Eles também não podem sair do estado do Rio, sem prévia autorização judicial.

Como foi

Segundo o delegado Felipe Ettore, da Divisão de Homicídios, que investigou o caso, o policial civil, ao entrar na boate, acautelou sua arma na portaria. Mas teria se aborrecido com um grupo que faria a segurança de um suposto bicheiro que tinha chegado à boate, já que eles não teriam acautelado as armas, segundo o delegado. À saída, houve uma discussão e o policial civil acabou alvejando o policial militar, que ficou ferido.

Ainda de acordo com Ettore, o suposto bicheiro teria feito um sinal para o agente penitenciário atirar no policial civil, que morreu no local.        

veja também