MENU

Traficantes acusados de participar de rebelião em Bangu 1 vão a júri

Traficantes acusados de participar de rebelião em Bangu 1 vão a júri

Atualizado: Terça-feira, 18 Outubro de 2011 as 9:24

Cinco traficantes acusados de participar de uma rebelião no dia 11 de setembro de 2002 em Bangu 1, que terminou com a morte de outros quatro presos, entre eles o homem conhecido como Uê, vão a júri. A decisão, desta segunda-feira (17), é do juiz Fábio Uchôa, da 1ª Vara Criminal do Rio. A data do julgamento ainda será marcada.

O motim, que levou pânico a diversos bairros da cidade, obrigando parte do comércio a fechar as portas, teria sido liderado por Luiz Fernando da Costa, o “Fernandinho Beira-Mar”. O traficante, cujo processo fora desmembrado, foi pronunciado para ser julgado pelo Tribunal do Júri em 2009. Segundo a denúncia, os acusados agiram com o objetivo de exterminar os líderes da organização criminosa rival que estavam cumprindo pena na unidade.

As mortes aconteceram dentro da Galeria D do presídio, considerado de segurança máxima, onde estavam dez detentos. Preso na Galeria A do mesmo presídio, Beira-Mar teria utilizado as chaves para atravessar seis portões com grades até chegar aos rivais. Também foram mortos na ocasião Carlos Alberto da Costa, o “Robertinho do Adeus”; Wanderlei Soares, o “Orelha”, e Elpídio Rodrigues Sabino, o “Pidi”.

Outros 15 réus que respondiam à mesma ação penal foram impronunciados pelo juiz por falta de provas de sua participação nos crimes.      

veja também