MENU

Trens com portas abertas vão render multa de R$ 20 mil à SuperVia

Trens com portas abertas vão render multa de R$ 20 mil à SuperVia

Atualizado: Sexta-feira, 24 Abril de 2009 as 12

A Justiça do Rio determinou que a SuperVia, concessionária dos trens urbanos no Rio de Janeiro, pague uma multa no valor de R$ 20 mil por cada trem que circule com as portas abertas. De acordo com a sentença, a empresa terá 60 dias para implantar um sistema eficiente de fechamento das portas. Caso a SuperVia não atenda ao pedido, a empresa terá que pagar uma multa diária no valor de R$ 10 mil.

A SuperVia informou que só irá se pronunciar quando for citada, ou seja, quando tomar conhecimento da decisão oficialmente.

A decisão

O juiz Rodrigo José Meano Brito afirma "é notório que os trens possuem um sistema de fechamento de portas ineficientes, que oferece risco aos passageiros que utilizam o transporte". De acordo com a SuperVia, cerca de 500 mil pessoas utilizam os trens diariamente.

O Ministério Público informou que a SuperVia deve oferecer uma prestação de serviço adequado ao pleno atendimento dos usuários, conforme estabelecido na Lei, nas normas pertinentes e no contrato assinado pela empresa.

Agressão filmada

No dia 15 de abril, imagens feitas pelo cinegrafista Eduardo Torres da TV Globo mostraram quatro agentes de controle da empresa batendo e "chicoteando" passageiros que estavam a bordo de um trem lotado na estação de Madureira, no subúrbio do Rio.

Na ocasião, a empresa alegou que alguns passageiros estariam impedindo o fechamento das portas, fato que teria motivado a reação dos agentes. Os agressores foram demitidos da empresa.

veja também