MENU

Três dias de chuvas no Rio matam mais do que um mês de cheias na Austrália

Três dias de chuvas no Rio matam mais do que um mês de cheias na Austrália

Atualizado: Sexta-feira, 14 Janeiro de 2011 as 3:45

Nas últimas três semanas, o Estado de Queensland, na Austrália, teve suas piores chuvas desde 1893. Mais de 200 mil pessoas estão desabrigadas e 14 perderam a vida. A milhares de quilômetros de distância, a região serrana do Rio de Janeiro também vive um cenário de desastre – a diferença, no entanto, é que em três dias de chuva, __ pessoas perderam a vida. A falta de investimentos em infraestrutura e a ocupação irregular em regiões de perigo, como áreas de morro e de mananciais, explica a grande diferença no número de vítimas.

Para o urbanista Kazuo Nakano, do Instituto Polis, “a Austrália muito provavelmente tem uma regulação territorial muito mais estrita que a do Brasil, o que faz toda diferença”. - É só lembrar do terremoto do Haiti [que matou mais de 200 mil pessoas] e o do Chile [que matou menos de 1.000, embora de maior intensidade]. Morreu menos gente no Chile porque havia um controle urbano maior. Essas medidas preventivas não eliminam completamente os efeitos, mas minimizam bastante.

Em visita à região serrana nesta quinta-feira (13), a presidente Dilma Rousseff admitiu que as autoridades muitas vezes fecharam os olhos para o problema.

- Moradia em área de risco no Brasil é regra, não é exceção. Entretanto, em muitos casos os governos incentivaram.

veja também