MENU

Três são presos e dois detidos em operação no Alemão e Vila Cruzeiro

Três são presos e dois detidos em operação no Alemão e Vila Cruzeiro

Atualizado: Quarta-feira, 23 Novembro de 2011 as 3:15

Três pessoas foram presas e duas detidas - entre elas um menor de 16 anos - na manhã desta quarta-feira (23) durante uma operação no  Conjunto de Favelas do Alemão e na comunidade da Vila Cruzeiro, ambas na Zona Norte do Rio de Janeiro. Segundo informações da Polícia Civil, entre os presos havia uma mulher de 39 anos. Com ela foram apreendidos munições e diversos remédios e seringas.

De acordo com a polícia, um homem de 57 anos foi autuado por crime contra o sistema financeiro e agiotagem. Com ele foi apreendido um caderno com os nomes de clientes que ele emprestava dinheiro e, posteriormente, cobrava 20% de juros. Também foram encontrados R$ 10 mil com o suspeito.

Os agentes também cumpriram um mandado de prisão expedido contra um homem de 25 anos.

Ainda de acordo com a polícia, o outro homem, de 27 anos, foi detido com drogas. No entanto, segundo a polícia, a quantidade era para consumo próprio, e o rapaz foi liberado. Já o adolescente de 16 anos estava com 119 papelotes de cocaína.

Operação rotineira

Segundo o titular da 22ª DP (Penha), delegado José Pedro Costa da Silva, esse tipo de operação será rotineira e visa completar o processo da pacificação nas comunidades.

A ação foi realizada por policiais da 22ª DP em conjunto com militares do Exército da Força de Pacificação. Os presos foram levados para na 22ª DP (Penha),onde o caso foi registrado.

Computadores roubados

Na madrugada desta quarta-feira (23), o Colégio Estadual Jornalista Tim Lopes, no Conjunto de Favelas do Alemão, teve computadores roubados . O caso foi confirmado pela Secretaria estadual de Educação (Seeduc).

Segundo as primeiras informações da Seeduc, suspeitos renderam o vigia para entrar na unidade, que fica na Estrada do Itararé, uma das principais vias da comunidade. De acordo com a Força de Pacificação, nesta manhã, militares foram enviados para o local. A perícia também está na escola e verifica se outros objetos foram levados.

Apesar do crime, segundo a secretaria, a escola funciona normalmente nesta quarta-feira (23). O caso será registrado na 22ª DP (Penha).    

veja também