MENU

Três semanas depois das chuvas, cai número de voluntários em Petrópolis

Três semanas depois das chuvas, cai número de voluntários em Petrópolis

Atualizado: Quinta-feira, 3 Fevereiro de 2011 as 2:51

Três semanas depois das chuvas que destruíram parte da Região Serrana do Rio, Petrópolis enfrenta a falta de voluntários para ajudar com os donativos na cidade. No Ciep de Itaipava, onde funciona a central de distribuição dos donativos, o número de voluntários caiu cerca de 70%.

Muitas doações estão acumuladas por causa da falta de gente para separar o material. No Ciep de Correias, são sacolas e mais sacolas empilhadas, em sua maioria, com roupas.

“No início estavam vindo muitas pessoas, mas, com o tempo, isso foi diminuindo. Gostaria de enfatizar que ainda está sendo muito necessário para separar e entregar para as pessoas tudo separado e organizado”, explicou a coordenadora de donativos, Patrícia Portugal.     “A gente tem que selecionar o que é roupa que está em condição de ser usada e o que não. Vem muita roupa suja, rasgada. Os sapatos vêm misturados, você tem que juntar. Os voluntários nos ajudam muito nisso”, completou Claudio Pominho, da Secretaria municipal de Assistência Social.

Segundo a Secretaria municipal de Trabalho, a quantidade de roupas doadas já são suficientes para atender todas as 6.400 vítimas do Vale do Cuiabá, que estão desabrigadas ou desalojadas. As que sobrarem serão encaminhadas ao depósito da prefeitura no bairro Mosela para beneficiar outras famílias que precisam ser assistidas.

De acordo com a prefeitura de Petrópolis, quem quiser ajudar pode ir direto nos pontos de doações,q eu ficam nos Cieps de Correias, Cascatinha e Itaipava. Para quem está ajudando em dinheiro, uma comissão do Tribunal de Contas do estado vai orientar e fiscalizar cinco prefeituras da Região Serrana.

Mais de 870 pessoas morreram, vítimas de enchentes e deslizamentos na Região Serrana ocorridos há pouco mais de duas semanas. Até esta quinta-feira (3), as cidades de Nova Friburgo e Teresópolis tinham, ao todo, 260 casos suspeitos de leptospirose. Em Friburgo, são 26 os casos confirmados da doença e 2, em Teresópolis.    

veja também